Ron Coby? Coby Dijon? Não, Cauby Peixoto, em Hollywood!



Cauby Peixoto foi muito mais que o cantor de ternos extravagantes que cantava Conceição, um dos maiores cantores do rádio brasileiro, Cauby foi um dos artistas mais populares do Brasil, e sua fama se espalhou pelo mundo.

Consagrado no país, o cantor, que já cantava em inglês, partiu para tentar uma carreira nos Estados Unidos em 1955. O artista tirou inúmeros retratos com celebridades, o que eram reproduzidos por aqui como prova de seu sucesso. A imprensa brasileira chegou a promover alguns boatos para alavancar ainda mais a carreira do ator, algo bem comum na época. Entre os boatos até um namoro com uma jovem e bela starlet que ingressava no cinema, depois de despontar na Broadway. O nome dela: Jayne Mansfield.

Cauby gravou alguns discos americanos, se apresentou em alguns programas de televisão e foi agenciado pela William Morris, uma das maiores agências de elenco norte-americana.


Ouça a gravação de I Go, versão de Maracangalha, gravada em inglês por Cauby Peixoto


Na América, o cantor foi batizado de Ron Coby, e posteriormente Coby Dijon. Foi recebido por Carmen Miranda, já em decadência (ela faleceria no mesmo ano). Carmen era o símbolo das glórias do passado, representante do samba brasileiro. Cauby era a nova geração, e chegou à América como cantor do novo gênero de sucesso, o rock' and roll. A Revista Life chegou a chamá-lo de "The Brazilian Elvis" em referência a Elvis Presley.


LIFE Magazine, 26 maio 1958



Cauby e Bing Crosby

 Cauby e Carmen Miranda

Cauby e Glenn Ford

Cauby e Marlene Dietrich

Cauby e Jayne Mansfield


Mas sua carreira internacional não baseou-se apenas em retratos e boatos. Cauby Peixoto foi contrato para cantar no filme Jamboree (1957), que apresentava vários ídolos da juventude da época, como Jerry Lee Lewis, Fats Domino, Frankie Avalon, Carl Perkins e Connie Francis.

O cantor também foi procurado por Marlene Dietrich, que estava com uma turnê marcada no Brasil. Marlene pediu ao jovem brasileiro que a ensinasse a cantar uma canção em português, e ele assim o fez, ensinando Marlene a cantar Luar do Sertão, toada composta por João Pernambuco.

A carreira internacional de Cauby Peixoto pode não ter deslanchado como ele queria, mas ajudou a popularizar ainda mais sua fama em sua terra natal, tornado-o um dos maiores e mais importantes cantores brasileiro.

Cauby Peixoto faleceu em 15 de maio de 2016.








Marlene Dietrich cantando Luar do Sertão, em português

Confira Cauby em seu filme Hollywoodiano


0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil