Atriz Anne Neyland, de O Prisioneiro do Rock, morre aos 84 anos


A atriz Anne Neyland, a antagonista de O Prisioneiro do Rock (Jailhouse Rock, 1957), um dos filmes mais famosos de Elvis Presley, faleceu no dia 24 de abril, aos 84 anos de idade.


Roberta Anne Neyland nasceu no Mississipi, em 1934. Aos 16 anos, a bela sulista venceu seu primeiro concurso de beleza, que deu origem a uma bem sucedida carreira de modelo, que lhe deu títulos como Miss Texas e inúmeras capas de revistas.


Em 1952 ela estreou no cinema, como uma das coristas no musical Cantando na Chuva (Singin' in the Rain, 1952), de Stanley Donen e Gene Kelly. Mas ela só voltaria ao cinema cinco anos depois, quando o diretor André de Toth a escalou para protagonizar o suspense Temor Oculto (Hidden Fear, 1957), ao lado de John Payne.

 Anne Neyland e John Payne em Terror Oculto


Apesar de ser uma produção menor, a atriz chamou a atenção dos produtores da MGM, que a contrataram para ser a rival de Judy Tyler em O Prisioneiro do Rock (Jailhouse Rock, 1957), primeiro filme de Elvis Presley no estúdio (e terceiro em sua carreira).

O filme é até hoje um dos mais famosos filmes do cantor, e foi o terceiro da "trilogia do rebelde" estrelados pelo rei do rock. Anne disputava o amor de Elvis com a bela Judy Tyler, que morreu aos 24 anos de idade, antes mesmo do filme ser lançado (leia sobre ela aqui).


Anne Neyland, Elvis Presley e Judy Tyler em Prisioneiro do Rock


Mas após o filme, a MGM não demonstrou interesse por sua nova contratada. Ela foi emprestada para o pequeno estúdio AIP, onde estrelou o filme de baixo orçamento sobre delinquência juvenil chamado Motorcycle Gang (1957), onde Anne era disputada pelos motoqueiros rebeldes interpretados por Steven Terrel e John Ashley.

Motorcycle Gang foi um dos últimos filmes do agora decadente Carl "Alfalfa" Switzer, antigo  astro mirim de Os Batutinhas (Our Gang).
Anne Neyland em Motorcycle Gang

Este foi o último destaque na carreira da bela jovem promissora, uma das muitas beldades que não vingaram em Hollywood. Depois disto, ela foi dispensada da MGM.

Ela ainda faria alguns papéis na televisão, em séries como Aventura Submarina (Sea Hunt) e Peter Gunn. Em 1960 ela faria um pequeno papel em Onze Homens e um Segredo (Ocean's Eleven, 1960), e depois abandonou a carreira. Ainda na década de 60 ela voltou a ser noticia devido a manchetes relacionadas ao seu divórcio, antes de desaparecer da mídia definitivamente.

Barbara Hale, Clint Eastwood e Anne Neyland




Curta nossa página no Facebook  
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil