Morre a atriz Katherine Helmond, aos 89 anos


A atriz Katerine Helmond, mais conhecida por seus papéis nas séries de televisão Tudo em Familía (Soap), Quem é o Chefe? (Who's the Boss?) e Everbody Loves Raymond faleceu no dia 23 de fevereiro, aos 89 anos de idade.

Katherine Marie Helmond nasceu em 05 de julho de 1929, em Galveston, Texas. Helmond estreou no cinema em Wine of Morning (1955), mas apesar de ter um papel de destaque, só voltou a trabalhar na televisão e cinema muitos anos depois, ficando famosa a partir da década de 70. Neste hiato, trabalhou no teatro e deu aulas de interpretação.



Ela retornou ao cinema em Hospital (The Hospital, 1971) de Arthur Hiller, e no mesmo ano atuou em Belive in Me (1971), com Jacqueline Bisset e Michal Sarrazin. Mas foi na televisão que começou a ter maior destaque, participando de séries como Gunsmoke, Mannix, O Barco do Amor (Love Boat) e O Homem de Seis Milhões de Dólares (The Six Million Dollar Man).

Em 1975 ela contracenou com Elizabeth Montgmoery no telefime O Julgamento de Lizzie Borden (The Legend of Lizzie Borden, 1975), e com Shirley Jones fez A Família que Ninguém Queria (The Family Nobody Wanted, 1975). 

 Katherine Helmond e Elizabeth Montgomery em O Julgamento de Lizzie Borden

Ainda em 1975 ela atuou no filme catástrofe O Dirigível Hindenburg (The Hindenburg, 1975), e no ano seguinte teve um papel importante em Trama Macrabra (Family Plot, 1976), o último filme dirigido por Alfred Hitchcock, estrelado por Barbara Harris e Karen Black. Em seguinda, atuou em O Amor não Vai à Guerra (Baby Blue Marine, 1976), estrelado por Jan-Michael Vincent.

 Katherine Helmond e Bruce Dern em Trama Macabra

Mas o sucesso veio como a matriarca Jessica Tate no siticom Tudo em Familía (Soap, 1977-1981), foi na série que surgiu o personagem Benson DuBois, interpretado por Robert Guillame. Mais tarde Guillame protagonizaria a serie O Poderso Benson (Benson), onde ela apareceu em alguns episódios como Jessica Tate. Por seu trabalho em Tudo em Família, ela recebeu um Globo de Ouro, e foi indicada quatro vezes ao prêmio Emmy.


Robert Guillaume e Katherine Helmond em Tudo em Família
  
Com o fim da série, trabalhou com o diretor Terry Gillian em Os Bandidos do Tempo (Time Bandits, 1981) e em Brazil, o Filme (Brazil, 1985), onde interpretou a mãe de Jonathan Pryce. Ela também atuou na comédia Um Salto para a Felicidade (Overboard, 1987), estrelada pelo casal Goldie Hawn e Kurt Russell.


 Katherine Helmond em Brazil, o Filme

Em 1984 ela interpretou Mona Robinson na série Quem é o Chefe? (Who's the Boss?, 1984-1992), ao lado de Tony Danza e Allissa Milano. A série fez um enorme sucesso, e valeu a atriz seu segundo Globo de Ouro.


Katherine Helmond e Tony Danza em Quem é o Chefe?


Em 1995 ela interpretou Hedda Hopper em Liz: The Elizabeth Taylor Story (1995), telefilme sobre a vida da atriz Elizabeth Taylor. Entre 1995 a 1997 ela estrelou a série Coach. Katherine também interpretou Lois Whelan, a sogra de Ray Romano em Everybody Loves Raymond (1996-2004).

 Katherine Helmond em Everybody Loves Raymond


Em 2006 ela dublou a personagem Lizzie na animação Carros (Cars, 2006), da Disney / Pixar. Ela repetiria o papel nas duas sequências seguintes. Katherine Helmond também participou, como convidada, de séries como True Blood e The Glades


Lizzie, personagem de Katherine Helmond em Carros



Seu último trabalho no cinema foi no filme Frank and Ava (2018), sobre a vida de Frank Sinatra e Ava Gardner.

Helmond morreu 23 de fevereiro de 2019, devido a complicações do Alzheimer. Porém, sua morte foi anunciada uma semana depois, no dia 01 de março. Ela tinha 89 anos de idade.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil