Vincent Schiavelli, o homem dos olhos tristes


Vincent Schiavelli é daqueles atores coadjuvantes que adoramos, mas muitas vezes não sabemos o nome. Chamado em Hollywood de "o homem dos olhos tristes", ele é mais lembrado como o fantasma perturbado que expulsa as pessoas de seu trem no filme Ghost: do Outro Lado da Vida (Ghost, 1990).

Schiavelli sofria da Síndrome de Marfan, que fazia com que ele tivesse um crescimento desproporcional de extremidades do corpo, como pontas dos dedos e nariz. Devido a doença, ele também era muito alto, medindo 1,95 metros de altura.

Vincent Andrew Schiavelli nasceu em Nova York, em 11 de novembro de 1948. Seus pais eram imigrantes italianos vindos da Sicília. Ele estudou teatro na New York University, e começou a atuar nos palcos em no começo da década de sessenta.

Schiavelli estreou no cinema em Procura Insaciável (Taking Off, 1971), dirigido por Milos Forman. Ele e o Forman trabalhariam juntos em diversos filmes.

 Vincent Schiavelli em Procura Insaciável

Em 1972 ele interpretou Peter Panama na série The Corner Bar (1972), o primeiro personagem gay retratado pela televisão norte-americana. Após sua estreia no cinema, atuou em pequenos papéis em filmes como O Grande Gatsby (The Great Gatsby, 1974), Nossa, que Loucura! (For Pete's Sake, 1974) e A Alegre Libertina (The Happy Hooker, 1975).

Ele voltou a trabalhar com Milos Forman em Um Estranho no Ninho (One Flew Over the Cuckoo's Nest, 1975). Schiavelli era um dos pacientes internados no sanatório com Jack Nicholson, sob os cuidados da perversa enfermeira vivida por Louise Fletcher.

 Vincent Schiavelli em Um Estranho no Ninho

Schiavelli seguiu atuando com frequência na década de 70, aparecendo em filmes como Outro Homem, Outra Mulher (Un autre homme, une autre chance, 1977) e Uma Mulher Descasada (An Unmarried Woman, 1978). Também fez participações em séries como As Panteras (Charlie's Angels), Starky e Hurtch (Starky and Hutch) e Casal 20 (Hart to Hart).

Em 1982 ele atuou em Corretores do Amor (Night Shift, 1982), onde interpretava um professor de biologia. Ele repetiu o papel na série Comedy Fast Times (1986), inspirada no filme. Schiavelli também interpretou o professor Vargas na comédia Picardias Estudantis (Fast Times at Ridgemont High, 1982).

 Vincent Schiavelli em Picardias Estudantis

O ator voltou a trabalhar com Milos Forman em Amadeus (Idem, 1984), onde interpretava o criado do músico Salieri. Com o diretor ele ainda faria Valmont - Uma História de Seduções (Vamont, 1989), O Povo vs. Larry Flynt (The People vs. Larry Flynt, 1996) e O Mundo de Andy (Man on the Moon, 1999).

 Brian Pettifer e Vincent Schiavelli em Amadeus

Em Ghost: do Outro Lado da Vida (Ghost, 1990), interpretou um dos personagens mais lembrados de sua carreira, o fantasma do metrô, que ensina Patrick Swayze a usar seus poderes sobrenaturais.


Patrick Swayze e Vincent Schiavelli em Ghost: do Outro Lado da Vida

Sob a direção de Tim Burton atuou em Batman: O Retorno (Batman Returns, 1992), onde interpretou Organ Grinder, um dos capangas do Pinguin de Danny DeVitto. Ele também interpretou o vilão Dr. Kaufman em 007 - O Amanhã Nunca Morre (Tomorrow Never Dies, 1997).

 Pierce Brosnan e Vincent Schiavelli em 007 - O Amanhã Nunca Morre

Vincent Schiavelli atuou em diversos filmes e séries de televisão, tendo mais de 150 créditos em sua carreira. Entre os filmes que atuou ainda destacamos O Rabino e o Pistoleiro (The Frisco Kid, 1979), As Aventuras de Buckaroo Banzai (The Adventures of Buckaroo Banzai Across the 8th Dimension, 1984), Quero Dizer que Te Amo (Two Much, 1995) e Morra, Smoochy, Morra (Smoochy, 2002).

Na TV, atuou ainda em séries como MaGGyver, Punky, a Levada da Breca (Punky Brewester), Buffy, a Caça Vampiros (Buffy, the Vampire Slayer), Arquivo X (X-Files), e Star Trek, a Nova Geração (Star Treck, Next Generation).

Vincent também escreveu vários livros de culinária, e chegou a ter um programa de receitas na televisão italiana, em 1999. Ele também foi presidente honorário da National Marfan Foundation, organização que atende pessoas afetadas pela síndrome de Marfan, da qual ele sofria.

Vincent Schiavelli morreu vítima de um câncer de pulmão em 26 de dezembro de 2005, com apenas 57 anos de idade.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil