O dia em que Humprey Bogart quase foi asassinado pela esposa


Humphrey Bogart e Lauren Bacall formaram um dos mais famosos e queridos casais de Hollywood. Mas Bacall foi a quarta esposa do astro, que por pouco poderia nem ter estrelado Casablanca (Idem, 1942), graças a uma violenta (das várias) brigas com sua terceira esposa, a atriz Mayo Methot.

Bogart nasceu em uma proeminente família da sociedade nova-iorquina, e era filho da famosa artista plástica Maud Humphrey, uma bem sucedida ilustradora e sufragista da cidade. Ele começou no cinema como figurante em 1928, e foi ganhando fama ao longo dos anos, geralmente em papéis de gangster.

Humphrey Bogart casou-se em 1926 com a estrela da Broadway Helen Menken, de quem se separou no ano seguinte. E em 1928 ele casou-se com também atriz Mary Philips.

Em 1937 ele já se firmava como ator, e foi escalado para estrelar Mulher Marcada (Marked Woman, 1937), ao lado de Bette Davis. Durante as filmagens ele conheceu a atriz Mayo Methot, sua colega de elenco.

Bette Davis, Mayo Methot e Humphrey Bogart em Mulher Marcada

Mayo Methot era uma estrela da Broadway, e já tinha uma longa e bem sucedida carreira no cinema, enquanto Bogart era um ator em ascensão. Eles começaram um romance nos bastidores, mesmo Bogart sendo casado. Em 11 de agosto de 1938 ele se divorciou de Mary Phillips, e dez dias depois ele se casou oficialmente com Methot.


Assim como Bogart, a atriz era adepta a grades bebedeiras. E logo o casal começou a ter muitas brigas, repletas de violência doméstica de ambas as partes. Nas rodas de fofocas em Hollywood, a casa deles era conhecida como "A casa dos lutadores Bogart". Gloria Stuart (que anos mais tarde seria indicada ao Oscar por seu trabalho em Titanic, de 1997) contou em sua biografia que certa vez foi convidada para jantar com o casal, e Methot deixou uma arma em cima da mesa, e constantemente apontava para o marido o ameaçando, quando o casal começa a discutir.

Humphrey Bogart e Mayo Methot em sua casa
As coisas começaram a piorar a medida que a carreira dele crescia, e a dela ia definhando. Por estar constantemente embriagada, a atriz começou a perder papéis, e nem era mais escalada para novos projetos. Em 1940 o ator foi para à Europa, entreter os soldados norte-americanos que lutavam na Segunda Guerra Mundial. Um dia Bogart, Methot e o diretor John Huston estavam em uma cantina na Itália, e ela, bebada, insistiu que queria cantar. Bogart tentou impedir, mas ela o fez mesmo assim, cantando desafinado e constrangendo todos os presentes. Anos mais tarde John Huston colocaria cena semelhante em Paixões em Fúria (Key Largo, 1948), estrelado por Humphrey Bogart e Lauren Bacall. A atriz Claire Trevor foi quem reproduziu o ato feio por Methot anos antes. Por este papel, Trevor levou um Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.
 Mayo Methot
Em 1940, já decadante, Mayo Methot faria seu último filme, Cadetes em Apuros (Brother Rat and a Baby, 1940). A antiga estrela agora havia sido rebaixada a figurante, fazendo apenas uma cena como uma passageira em um ônibus.

Em 1941, já de volta aos Estados Unidos, o casal teve uma briga séria. Bogart ameaçou sair de casa, e quando descia as escadas para ir embora, Methot o apunhalou com uma faca nas costas. Ele caiu no chão, ficando inconsciente. Desesperada, ela ligou para Jack Warner, o presidente da Warner Brothers, estúdio onde ambos eram contratados.

Warner então subornou médicos para irem até o local, abafando o caso na imprensa. Bogart foi levado ao hospital, onde se recuperou. Mas o ator ficou meses afastado do cinema, só retornando em 1942. A imprensa noticiava que ele estava se recuperando do vício em bebida para justificar sua ausência.
Em 1943, durante as filmanges de Uma Aventura na Martinica (To Have and Have Not, 1944), Humphrey Bogart conheceu a atriz Lauren Bacall, que tinha apenas 19 anos. Eles começaram um relacionamento, e Methot chegou a colcar um detetive para seguir o casal.
 Lauren Bacall e Humphrey Bogart em Uma Aventura na Martinica
Em 19 de outubro de 1944 Bogart deixou a esposa,  mas retornou para casa no dia 30 do mesmo mês. Na época ele chegou a declarar a imprensa que havia voltado e se reconciliado com a mulher, e ambos estavam felizes. Mas em dezembro ele saiu definitivamente de casa, e em 10 maio de 1945 o casal se divorciou legalmente.
No dia 21 de maio Bogart e Bacall se casaram. Onze dias após o divórcio, um dia a mais do que ele esperou para casar com Methot, anos antes.

Mayo Methot passou a beber ainda mais. Sua carreira estava destruída, e ela foi viver com a mãe no Oregon, onde sua genitora tentava ajudar a filha a se reestabelecer. A atriz faleceu em consequências de uma depressão e alcolismo em 09 de junho de 1951, com apenas 47 anos de idade.
Bogart e Bacall ficaram casados até a morte do ator, em 14 de janeiro de 1957, vítima de um câncer no esôfago.
Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
 

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil