Por Onde Anda? Haley Joel Osment, de O Sexto Sentido


Haley Joel Osment tinha apenas 11 anos de idade quando foi indicado ao Oscar por seu papel em O Sexto Sentido (The Sixth Sense, 1999). Quem não se lembra de Osment, segurando seu cobertorzinho rosa assustando, dizendo "eu vejo gente morta" (I see dead people)?




Haley Joel Osment nasceu em Los Angeles, em 10 de abril de 1988. Ele é filho do ator Eugene Osment e irmão mais velho de Emily Osment, que interpretou a personagem Lily na série Hannah Montana.



Emily Osment e Miley Cirus em Hannah Montana


Quando tinha 4 anos de idade, Osment foi descoberto por um caça talentos, quando visitava um shopping com seus pais. Ele começou a trabalhar como modelo, e ficou famoso após estrelar o comercial de uma pizzaria.

Como ator, ele estreou na série de TV Thunder Alley (1994-1995).


Ed Asner e Haley Joel Osment em Thunder Alley


Em 1994 o menino também estreou no cinema. Osment foi escolhido por Steven Spielberg para atuar no grande sucesso Forrest Gump: O Contador de História (Forrest Gump, 1994). O menino interpretava o filho de Tom Hanks, também chamado Forrest Gump.



Haley Joel Osment e Tom Hanks em Forrest Gump: O Contador de Histórias


Em seguida o menino atuou em Um Dia de Louco (Mixed Nuts, 1994) e Para o Melhor e Para o Pior (For Better or Worse, 1995). Ele também fez participações em séries de televisão, como Chuck Norris: O Homem da Lei (Walker, Texas Ranger) e teve um papel regular em Murphy Brown (1997-1998).



Chuck Norris e Haley Joey Osment em Chuck Norris: O Homem da Lei


Ao lado de Whoppi Goldberg e Gerard Depardieu o menino estrelou Bogus, Meu Amigo Secreto (Bogus, 1996), e também foi protagonista de O Pequeno Chefe Vermelho (The Ransom of Red Chief, 1998), feito diretamente para a televisão.





Com apenas cinco anos de carreira, e onze de idade, Haley Joel Osment já tinha um currículo invejável no cinema, quando foi escolhido para para interpretar o pequeno Cole Sear de O Sexto Sentido (The Sixth Sense, 1999), o menino que vê espíritos e é ajudado pelo personagem de Bruce Willis.



Bruce Willis e Haley Joel Osment em O Sexto Sentido


O filme fez um enorme sucesso e fez de Osment um dos atores mais jovens indicados ao Oscar (de Melhor Ator Coadjuvante), com 11 anos de idade. Ele também foi indicado ao Globo de Ouro pelo mesmo filme.

Haley Joel Osment virou um astro, e não faltavam convites para o jovem ator. Ele foi um dos astros do tocante A Corrente do Bem (Pay It Forward, 2000) e contracenou com Pat Morita em I'll Remeber April (2000).




Depois o menino estrelou outro trabalho importante de Steven Spielberg, A.I.: Inteligência Artificial (A.I. Artificial Intelligence, 2001), onde interpretou o menino robô que desenvolve sentimentos.





Depois o jovem ator ainda fez Os Anjos da Guerra (Edges of the Lord, 2001), e depois desapareceu das telas. O menino ainda fez alguns trabalhos de dublagens em animações e vídeo games, e trabalhou como dublador em algumas produções da Disney, como O Corcunda de Notre Dame 2 (The Hunchback of Notre Dame II, 2002) e Mogli, o Menino Lobo 2 (The Jungle Book 2, 2003).

Após atuar em Lições Para Toda Vida (Secondhand Lions, 2003), o menino parou de atuar. Quando perguntado sobre o desaparecimento de Haley Joel Osment das telas, Steven Spielberg respondeu: "eu adoro que as crianças dos meus filmes deixem o cinema para irem para o colégio, estudem, e depois voltem."




Robert Duvall, Haley Joel Osment e Michael Caine Lições Para Toda a Vida


E foi justamente o que Osment fez. Com 15 anos de idade, deixou o cinema e voltou para a escola. Ele sempre foi um bom aluno, e leitor voraz, e terminou seus estudos e ingressou na Universidade.

Ele continuou dublando jogos de video game, e em 2007 fez um retorno pouco comentado em Duelo de Gigantes (Home of the Giants, 2007). 




No ano seguinte estreou na Broadway, atuando em American Buffalo (2008), de David Mamet. Haley Joel Osment interpretava um jovem viciado em heroína. Osment recebeu boas críticas, mas a peça foi um fracasso de público, e foi cancelada uma semana após a estreia.



John Leguizando e Haley Joel Osment em  American Buffalo 


Em 2012 ele produziu e estrelou o independente Montana Amazon (2012), ao lado da veterana Olympia Dukakis. O ator teve outros papéis em filmes pouco conhecidos como A Virada de Bethany (Sassy pants, 2012) e I'll Follow You Down (2013).

Em 2014 ele atuou em Tusk: A Transformação (Tusk, 2014), do diretor Kevin Smith. O filme apesar de não muito famoso, conquistou uma legião de fãs, e ajudou o ator a projetar seu nome neste retorno às telas, agora adulto. 


Haley Joel Osment em Tusk: A Transformação 


Em 2014 o ator estrelou a comédia Sex Ed (2014) e no ano seguinte esteve no drama Fúria Cannabis (The World Made Straight, 2015). No mesmo ano, fez uma participação no filme Entourage: Fama e Amizade (Entourage, 2015), que era baseado em uma bem sucedida série de televisão.




Haley Joel Osment em Entourage: Fama e Amizade


Osment voltou a trabalhar com Kevin Smith em Yoga Hosers (2016) e fez um papel de coadjuvante em Quase Amigos (Almost Friends, 2016).


Freddie Highmore em Quase Amigos


Sem repetir o sucesso da infância, o ator tem atuado em muitos filmes independentes (alguns deles curta-metragens), e participado de séries como Silicon Valley (2017), Arquivo X (The X Files, 2018) e O Método Kominsky (The Kominsky Method, 2019).

No cinema, esteve em Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal (Extremely Wicked, Shocklingly Evil and Vile, 2019) e fez um papel no documentário Maior Viagem: Uma Aventura Psicodélica (Have a Good Trip: Adventures in Psychedelics, 2020).


Haley Joel Osment em Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil