Maud Humphrey, a mãe artista de Humprhey Bogart



Humphrey Bogart, protagonista de Casablanca (Idem, 1942), entrou para a história do cinema como um dos maiores astros da sétima arte. Bogart estreou no cinema em 1928, mas a popularidade só chegou em meados da década de 30, porém, embora seu nome fosse desconhecido, seu rosto já era popular na cultura norte-americana graças a sua mãe, a artista plástica Maud Humprey, que usou o filho como modelo em inúmeras de suas ilustrações.

Maud Humphrey e seu bebê Humphrey Bogart

Hoje lembrada apenas em pequenas referências em biografias do filho famoso, Maud foi uma das mais importantes ilustradoras da América na primeira metade do século XX. Além disto, foi uma pioneira feminista e uma sufragista muito atuante na luta pelo voto feminino.

Maud Humphrey

Nascida em uma família abastada em Rochester, estado de Nova York, em 30 de março de 1868, ela foi criada para ser uma dama da sociedade, porém desde criança demonstrava aptidões artísticas, e escandalizou a sociedade local quando aos 12 anos se inscreveu em um curso noturno de desenho. No final da adolescência Maud começou a trabalhar como ilustradora de revistas infantis, e aos 18 anos,  mudou-se sozinha para a cidade de Nova York para estudar na recém fundada Art Students League

Após terminar o curso em Nova York, mudou-se para Paris, onde tomou aulas na famosa Academia Julian, e teve aulas com James McNeill Whistler. Maud especializou-se em aquarelas, e retratava crianças e bebês. Na época era comum o desenho de crianças apresenta-las tristes, ou sofrendo, e Maud foi uma das primeiras a retratar os pequenos felizes e se divertindo.


Por volta de 1890, usando um nome de homem, ela se inscreveu em um concurso da Louis Prang, uma famosa empresa que fabricava cartões de natal. Isso lhe valeu um convite para trabalhar como "editor" na empresa New York Frederick A. Stokes, que ficou surpresa ao saber que Maud era uma mulher. Mas mesmo eles constando que ela não era um homem a contrataram, impressionados com seu talento. Entre 1890 e 1920 Maud foi uma das desenhistas mais ativas nos Estados Unidos, ilustrando calendários, cartões, postais, revistas e mais de 20 livros infantis.





No começo de 1898 ela se casou com um famoso cirurgião chamado Belmont De Forest Bogart, e no final do mesmo ano deu à luz ao seu primeiro filho, o ator Humphrey Bogart. Maud ainda teve duas filhas, e constantemente usava seus rebentos como modelos para suas obras.

Humprey Bogart, que nasceu no dia de natal, retratado pela sua mãe

Maud chocou novamente a sociedade de Nova York quando passou a ganhar com seu trabalho mais de cinquenta mil dólares ao ano, uma pequena fortuna para a época. Seu marido, um renomado médico da alta sociedade, ganhava menos da metade, cerca de vinte mil dólares por ano. Naquela época já era raro uma mulher trabalhar fora, e ganhar mais que o marido era considerado um insulto ao esposo.

Em 1900 ela tornou-se editora de arte da revista The Denineator, que também publicava artigos sobre a sua causa favorita, o sufrágio feminino, alguns escritos pela própria Maud. Como sufragista, Maud protestou inúmeras vezes ao lado de Katharine Martha Houghton Hepburn, a mãe da atriz Katharine Hepburn, e líder do movimento sufragista nos Estados Unidos. 

Maud Humphrey faleceu aos 72 anos, em 22 de novembro de 1940, já ofuscada pelo filho famoso.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

1 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil