Morre a fadista Celeste Rodrigues, irmã de Amália


Morreu no dia 01 de agosto, aos 95 anos de idade, a cantora Celeste Rodrigues, irmã da mundialmente famosa Amália Rodrigues.



Maria Celeste Rebordão Rodrigues nasceu em Alpedrinha, Fundão, em 14 de março de 1923, e era irmã mais nova de Amália Rodrigues.

Celeste começou a cantar ainda na infância,enquanto vendia frutas no Cais da Rocha. Ela estreou profissionalmente pelas mãos do empresário José Miguel, que a convidou para se tornar fadista profissional.

Amália e Celeste Rodrigues

Sua estreia ocorreu em 1945, no Parque Mayer, com José Miguel como empresário e tendo a irmã como madrinha. Após sua estréia, a cantora foi contratada para atuar por um mês na Espanha, e em seguida viajou para o Brasil com o elenco da opereta Rosa Cantadeira e da revista Bossa Nova. Celeste acabou permanecendo por um ano no Brasil.

Nesta época atuou em rádios e televisões brasileiras e cantou no restaurante Fado, de Tony de Matos.



Celeste tornou-se uma popular cantora portuguesa, e foi das pioneiras da televisão no país. Entre as músicas mais populares de seu repertório estão A lenda das algas (Laierte Neves/ Jaime Mendes), Saudade vai-te embora (Júlio de Sousa), O meu xaile (Varela Silva) ou o simbólico Fado Celeste. O seu maior êxito de vendas, entre os 60 discos que gravou, foi, porém, o tema Olha a mala, de Manuel Casimiro.

No cinema, atuou em filmes como Xavier (1992), Cabaret Maxine (2018) e Alfama por Si (ainda em fase de finalização). Também foi tema do documentário Fado Celeste (2010), realizado por seu neto Diogo Varela Silva. Foi Diogo quem divulgou a morte da avó através das suas redes sociais.


Celeste com a cantora Madonna

Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil