Maria Gracinda, a atriz brasileira que namorou John McCain


John McCain, o senador norte-americano que concorreu a presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano em 2008 (perdendo para Barack Obama), morou no Brasil quando servia a Marinha Norte-Americana, em 1957.

McCain em 1957, no Brasil

Na época, McCain tinha 21 anos, e durante sua estada no país se encantou com a atriz e modelo brasileira Maria Gracinda, então com 25 anos de idade.

Na época, o Rio de Janeiro era a então Capital Federal, e era comum a elite carioca ir almoçar ou tomar chá a bordo dos navios estrangeiros ancorados no Cais da Praça Mauá. E foi numa dessas ocasiões que McCain e Maria Gracinda se conheceram.

Maria Gracinda e McCain

Maria Gracinda Teixeira de Jesus foi uma modelo e atriz brasileira, muito famosa na década de 50. De família humilde, Gracinda despontou pra a fama em 1949. Na época, ela trabalhava em uma loja, mas sua beleza chamava a atenção.

Sonhando em ser artista, ela então se inscreveu no concurso Rainha das Sereias, promovido pelo Jornal Diário da Noite. Ela não venceu, mas foi suficiente para promover seu nome. No mesmo ano, ela foi contratada como modelo pela famosa Casa Canadá, onde desfilava ao lado da futura estrela de cinema e televisão Ilka Soares.

Maria Gracinda desfilando pela Casa Canadá

Ainda em 1949 ela ganhou o importante concurso Rainha do Mi-Carême, que elegia a Rainha do Carnaval Carioca. O título era escolhido pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Ao conquistar a coroa, foi convidada para atuar em Todos Por Um (1950), uma comédia produzida pela Cinédia.

Maria Gracinda, Rainha do Mi-Carême

Maria Gracinda interpretava uma nobre da realeza, numa paródia da história Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas Filho. Estrelado por Colé Santana e sua esposa Celeste Aída, o filme ainda contava com um elenco estrelar do rádio brasileiro, como Emilinha Borba, Marlene, Blecaute e César de Alencar.

Outro destaque no elenco era a presença do ex-deputado carioca Barreto Pinto, o primeiro político a ter um mandato cassado no Brasil. Em 1946 Barreto Pinto posou de cuecas para o jornalista David Nasser, para a revista O Cruzeiro, e perdeu o seu mandato por "falta de decoro parlamentar". Ele alegou que havia sido enganado pelo jornalista. Em sua defesa, disse que na pressa para sair, vestiu uma casaca sobre as cuecas, e que Nasser garantiu que faria o retrato apenas da cintura para cima. Mas o Brasil todo acabou vendo o político em trajes íntimos nas páginas da famosa revista.

Barreto Pinto perdeu o mandato, mas ganhou a fama. Em 1948 ele estrelou o espetáculo de teatro de revista chamado O Mundo em Cuecas, dirigido por Chianca de Garcia e co-estrelado pela vedete Salomé Parísio.

A fatídica foto de Barreto Pinto

Por seu papel, Maria Gracinda foi indicada ao título de Rainha do Cinema Brasileiro, mas retirou-se do pleito, passando a fazer campanha para Fada Santoro, a estrela de A Escrava Isaura (1949).

Em 1950 ela ainda foi eleita Rainha das Modelos. Gracinda, que sonhava em ser atriz, nunca mais fez um filme, mas ainda continuou uma figura expoente da sociedade fluminense.

Em 1953 venceu o tradicional concurso de fantasias do Teatro Municipal. Ela ainda concorreria nos concursos de 1954 (quando conheceu o astro Errol Flynn, que passava o carnaval no Brasil) e de 1955. Em 1954 também participou do concurso de Miss Distrito Federal. Caso tivesse sido eleita, teria participado do Miss Brasil daquele ano, cuja vencedora foi a baiana Martha Rocha (aquela das duas polegadas há mais). Gracinda ainda concorreria no desfile de fantasias em 1955.

Maria Gracinda no carnaval de 53

Carnaval de 55

Miss Distrito Federal, 1954

John MCain, em sua biografia "Faith of My Fathers" (A fé dos meus pais, numa tradução livre), lançada em 1999, relembrou seu romance com a brasileira. "Ela me levou a jantares (...) com generais e almirantes, aristocratas ricos e com o presidente do Brasil. Depois de 50 anos, você tentaria reencontrar um grande amor?" escreveu ele sobre a modelo. Na época que publicou o livro, McCain estava em seu segundo casamento.

Com políticos, incluindo o então senador Assis Chateubriand, em 1956

No final da década de 50, McCain já havia partido, e Maria Gracinda casou-se e deixou a vida artística. Ela voltou a mídia em 2008, quando ele foi candidato a presidência dos EUA.

Atualmente com 86 anos, ela mora em Magé, no interior do Rio de Janeiro. John McCain faleceu em 25 de agosto de 2018, vítima de câncer.

Maria Gracinda e McCain

Maria Gracinda atualmente


Leia também: Biografia: Oswaldo Loureiro

Leia também: Nathalia Timberg, uma dama da atuação

Leia também: Morre a atriz Cacilda Lanuza



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil