Morreu a atriz Laura Soveral


Morreu no dia 12 de julho a atriz portuguesa Laura Soveral, uma as maiores estrelas do cinema, televisão e teatro português, e que participou da novela O Casarão (1976), um grande sucesso das telenovelas brasileiras.


Maria Laura do Soveral Rodrigues, conhecida como Laura Soveral, nasceu em 23 de março de 1933, na cidade de Benguela, Angola. Ainda adolescente, fixou residência em Lisboa, onde frequentou Filologia Germânica, na Faculdade de Letras, e a Escola de Teatro do Conservatório Nacional, tendo enveredado pela representação, no início dos anos de 1960. 

Estreou no Teatro em 1964, sob direção de João D'Ávila. em 1968 fez seu primeiro filme, Estrada da Vida (1968), que lhe valeu o Prêmio de Melhor Atriz de Cinema do então Secretariado Nacional de Informação (SNI) e o Prêmio Bordalo, da Casa de Imprensa.

Em 1968 destacou-se no filme Uma Abelha na Chuva (1968) de Fernando Lopes. Neste filme, Laura contracenava com o ator brasileiro (embora seja português de nascimento) Adriano Reis, que fazia uma turnê por Portugal.

Laura Soveral e Adriano Reis em Uma Abelha na Chuva

Após a Revolução de 25 de Abril de 1974, Laura mudou-se para o Brasil. Por indicação de Raul Solnado, a atriz foi convidada para viver Francisca na novela O Casarão (1976), que tinha também o ator português Tony Correia no elenco.

Tony Correia, Denis Carvalho e Laura Soveral em O Casarão (1976)


Na Rede Globo ela também faria a novela Duas Vidas (1976), de Janet Clair.

Com Suzana Vieira em Duas Vidas (1976)

Depois ela retornou a Portugal, onde teve uma sólida carreira como atriz. Voltou a filmar no Brasil na conturbada produção de O Judeu (1995), que levou dez anos para ser concluído. O filme passou por muitas dificuldades de produção, e seu papel acabou sendo cortado na edição.

Também filmou no Rio Grande do Sul a série O Segredo (2004). Realizada pela Rádio e Televisão Portuguesa (RTP), a série foi gravada no Brasil, tendo no elenco atores brasileiros como Ingra Liberato.

Laura Soveral atuou em diversos filmes, dos quais destacamos ainda Francisca (1981), dirigido por Manuel de Oliveira e Cadências Obstinadas (Cadences Obstinées, 2013), dirigido por Fanny Ardant. Neste último ela contracenou com atores como Gerard Depardieu, Franco Nero, Asia Argento e o português Ricardo Pereira, conhecido pelas telenovelas brasileiras.


Em 2017 ela recebeu o Prêmio Barbara Virginia, concedido pela Cinemateca Portuguesa, em homenagem ao conjunto de sua obra.


A atriz sofria de esclerose lateral amiotrófica e estava internada havia alguns dias. Seu último desejo foi que doassem seu corpo para a ciência. Ela tinha 85 anos.


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil