Morreu a atriz Faye Marlowe, aos 95 anos de idade


A atriz Faye Marlowe, que foi uma promessa de estrela da Fox na década de 1940 morreu no dia 05 de maio, mas sua morte só foi divulgada por sua filha no dia 27 de julho. Marlowe tinha 95 anos de idade.

Tendo atuado em poucos filmes, Faye Marlowe tem uma incrível história de vida, contada em um livro publicado em 2014.



Faye Marlowe nasceu em Los Angeles, em 26 de outubro de 1926. Recém nascida, Faye foi abandonada em um lar administrado pelo Exército da Salvação, e foi adotada aos 18 meses de idade.

Sua mãe adotiva era a dançarina e empresária Franchon, que foi uma das primeiras mulheres produtoras de teatro e cinema de Hollywood. Foi Franchon, em sua companhia de vaudeville, quem primeiro deu emprego para a pequena Judy Garland, aos 4 anos de idade.

Seu pai adotivo era o renomado chef de cozinha William Simon.

Faye Marlowe estreou no cinema no filme Concerto Macabro (Hangover Square, 1945), interpretando a namorada de Laird Cregar, um ator que na vida real lutava contra a balança, e morreu devido a dietas malucas antes do filme ser lançado nos cinemas.


Laird Cregar e Faye Marlowe em Concerto Macabro



No mesmo ano, ela atuou em A Menina Precoce (Junior Miss, 1945), e foi a estrela de A Aranha (The Spider, 1945), um belo filme noir produzido pela Fox.




Faye Marlowe em A Aranha


Ela também estrelou o romance Jhonny Vem Voando (Johnny Comes Flying Home, 1946) e a comédia Façanha Incrível (Rendezvous with Annie, 1946).


Eddie Albert e Faye Marlowe em Façanha Incrível


Apesar da curta carreira, ela já havia sido protagonista de alguns sucessos do estúdio, e era uma grande esperança na Fox. Porém, Faye acabou descobrindo nome de sues pais biológicos, e com ajuda de um detetive, soube que eles viviam na Europa.

Ela então pediu demissão da Fox, e foi para o velho continente atrás de sua história. Ela descobriu que seu pai já havia morrido, ele era alcóolatra, e abandonou sua mãe quando ela estava grávida. Mais tarde ela encontrou sua mãe biológica, e pode conhecer sua história e expor vários de seus traumas.

Morando na Europa, aceitou um papel no filme O Ladrão de Veneza (Il Ladro di Venezia, 1950), estrelado por Maria Montez. Depois, ainda atuaria no francês Segredos de Alcova (Secrets d'Alcôve, 1954). De volta aos Estados Unidos, fez alguns poucos trabalhos na televisão, aposentando-se da vida artística em 1955.

Em 2014, com o nome de Faye Hueston, publicou o livro Fanchon's Daughter, onde contou a história pelos seus pais biológicos na Europa.










Veja também: Mães e Filhas Atrizes



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

Ajude o site a se manter no ar, contribua com qualquer valor no PIX contatomemoriacine@gmail.com


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil