O breve e talentoso River Phoenix, o irmão de Joaquin Phoenix, que partiu cedo demais



O belo ator River Phoenix foi classificado como o 12º mais promissor ator do ano de 1986 pelo John Willis's Screen World, e teve seu talento aclamado por críticos renomados como Roger Ebert e Gene Siskel. Também músico e ativista pelos direitos dos animais, ele partiu muito cedo, com apenas 23 anos de idade. Sua morte repentina, de forma trágica, e seu talento natural, faz com que River seja muitas vezes comparado com o breve James Dean.

River era o irmão mais velho do ator Joaquin Phoenix.


Joaquin e River Phoenix

River Phoenix


River Jude Phoenix nasceu em Madras, Oregon, em 23 de agosto de 1970. Seus pais eram membros de uma seita religiosa, e mudaram o sobrenome da família para Phoenix (em referência ao pássaro Fenix). Muito ligados a natureza, batizaram seus filhos como nomes como River (rio), Summer (verão), Liberty (liberdade) e Rain (chuva). Apenas Joaquin Phoenix ganhou um nome mais convencional. Todos os irmãos foram incentivados a ter aulas de interpretação, e tentarem a carreira de ator.

Aos 10 anos de idade, River já atuava profissionalmente na televisão, e aos 12 ele passou a ter um papel fixo na série de TV Seven Brides for Seven Brothers (1982-1983).


River Phoenix em Seven Brides for Seven Brothers 


Após fazer outros trabalhos secundários na TV, ganhou destaque ao interpretar Robert Kennedy Jr. na minissérie A Saga dos Kennedy (Robert Kennedy and His Times, 1985). No mesmo ano, estreou no cinema em Viagem ao Mundo dos Sonhos (Explorers, 1985), ao lado dos prodígios Ethan Hawke e Amanda Peterson.



River Phoenix e Ethan Hawke em Viagem ao Mundo dos Sonhos


No ano seguinte, o mundo se rendeu ao talento do menino, após ele atuar no grande sucesso Conta Comigo (Stand By Me, 1986). Ainda em 1986, atuou em A Costa do Mosquito (The Mosquito Coast, 1986), ao lado de Harrison Ford.



River Phoenix (de camiseta branca) em Conta Comigo



Harrison Ford e River Phoenix em A Costa do Mosquito


Após dois papéis fortes, o ator apareceu na comédia adolescente Uma Noite na Vida de Jimmy Reardon (A Night in the Life of Jimmy Reardon, 1988), ao lado do futuro astro de  Friends Mathew Perry.



River Phoenix e Matthew Perry em  Uma Noite na Vida de Jimmy Reardon



Com Sidney Poitier, ele fez Espiões Sem Rosto (Little Nikita, 1988), e aos 18 anos de idade foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pelo seu papel em O Peso de Um Passado (Running on Empty, 1988). River interpretava o filho mais velho de um casal de fugitivos da justiça, que queria parar de fugir com os pais para ir para a faculdade e seguir sua própria vida.



River Phoenix em O Preço de Um Passado



Por indicação de Harrison Ford, que havia ficado impressionado com seu talento, River viveu o jovem Indiana Jones em Indiana Jones e a Última Cruzada (Indiana Jones and the Last Crusade, 1989), revezando o papel com Ford. Quando foi criada a série O Jovem Indiana Jones (The Young Indiana Jones Chronicles, 1992-1993), o papel principal foi oferecido ao ator, que recusou alegando querer fazer projetos mais desafiadores.




River Phoenix como o Indiana Jones



Phoenix ficou muito amigo do ator Keannu Reeves, que ele conheceu durante as filmagens de O Tiro Que Não Saiu Pela Culatra (Parenthood, 1989). River não fazia parte do elenco, mas seu irmão, Joaquin Phoenix sim.

Eles viriam trabalhar juntos pela primeira vez em Te Amarei Até te Matar (I Love You to Death, 1990). No ano seguinte, eles atuaram juntos novamente no forte Garotos de Programa (My Own Private Idaho, 1991), de Gus Van Saint. Keanu e River interpretavam adolescentes que precisavam se prostituir para sobreviver, e por este trabalho, Phoenix ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival de Veneza, além de diversas outras premiações.

O músico Flea, do Red Hot Chilli Peppers também fazia parte do elenco, e River apareceu no clipe Breaking the Girl, da mesma banda.



River Phoenix e Keanu Reeves em Garotos de Programa



Phoenix ainda fez o independente Apostando no Amor (Dogfight, 1991), mas perdeu o papel de Nada é Para Sempre (A River Runs Through It, 1992) para o novato Brad Pitt. Nada é Para Sempre foi dirigido por Robert Redford, que trabalhou com River, como ator,  em Quebra de Sigilo (Sneakers, 1993).

Vegano e ativista do Peta, River Phoenix era muito engajado na causa da proteção animal e questões ambientais. O músico brasileiro Milton Nascimento, impressionado com o seu papel em A Costa do Mosquito, havia composto a canção "River Phoenix" em sua homenagem.






Phoenix, que era cantor, compositor e tinha uma banda, ficou conhecendo a canção. E quando veio ao Brasil, para participar da Eco 92, fez questão de conhecer o artista brasileiro. River e Milton viraram grande amigos, e o ator se hospedou na casa do cantor mineiro por alguns dias.




Milton Nascimento e River Phoenix


De volta aos Estados Unidos, o ator fez Um Sonho, Dois Amores (The Thing Called Love, 1993), último trabalho seu que viu lançado nos cinemas. Seu filme seguinte, O Espírito do Silêncio (Silent Tongue, 1993), estreou após a sua morte.

Em 31 de outubro de 1993 o ator havia falecido de overdose dentro de uma boate, a Viper Room (que tinha como um dos donos o ator Johnny Depp). O jovem ator, de apenas 23 anos, morreu após misturar remédios, heroína e cocaína. Sua morte chocou o público, devido a imagem pública de bom moço de River Phoenix, um rapaz engajado social e humanitariamente.

Quando morreu, River Phoenix estava em estúdio gravando um disco de sua banda, a Aleka's Attic. Após sua morte, a gravadora abandonou o projeto definitivamente.






River Phoenix deixou 90% do filme pós apocalíptico Dark Blood gravado, mas o diretor George Sluizer teve dificuldades para finalizar a obra sem seu protagonista. Dark Blood só foi finalizado e lançado em janeiro de 2012.

Quando morreu, o ator estava escalado para atuar em Diário de Um Adolescente (The Basketball Diaries, 1995) e Eclipse de Uma Paixão (Total Eclipse, 1995). O ator Leonardo Di Caprio ficou com ambos os papéis. Curiosamente, Di Caprio estava na Viper Room na noite da morte de River Phoenix, e chegou a ver o ator ser socorrido antes de falecer no local.

A autora Anne Rice também queria Phoenix como o vampiro Lestat em Entrevista Com o Vampiro (Interview With the Vampire: The Vampire Chronicles, 1994), mas o estúdio optou por Tom Cruise para o papel principal, e escalou Phoenix para viver o jornalista que ouve a história do vampiro lendário.

Com a morte de River Phoenix, Christian Slater ficou com o papel. Slater doou seu cachê para a caridade, e o filme foi dedicado a memória do falecido ator.







0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil