Atriz Claudia Barrett, estrela de O Robô Alienígena (1953), morre aos 91 anos de idade

Claudia Barrett, George Nader e George Barrows em O Robô Alienígena


A atriz Claudia Barrett, que foi perseguida por um alienígena pós-apocalíptico, usando um traje de gorila e um capacete de mergulhador (com antenas) no clássico da ficção científica trash O Robô Alienígena (Robot Monster, 1953), morreu aos 91 anos de idade, de causas naturais.

Robô Alienígena é considerado um dos piores filmes de todos os tempos, e por isto mesmo conquistou uma legião de fãs. Feito em 3D, o filme custou 50 mil dólares, e rendeu mais de 1 milhão nas bilheterias da época.



Em Robô Alienígena, Claudia Barret interpretava Alice, a filha mais velha de um cientista e uma das ultimas 8 pessoas sobreviventes do Planeta Terra. O Robô vindo do espaço, como era de se esperar, se apaixona pela mocinha Alice. 




Em 2009 o crítico de cinema Leonard Maltin chamou o filme de "uma das verdadeiras lendas de Hollywood, embaraçosamente, hilariamente horrível".

Claudia Barret era o nome artístico de Imagene Williams, nascida Los Angeles, em 03 de novembro de 1929. Ela começou a carreira participando de concursos de beleza locais, e posteriormente no teatro, até ser contratada pela Warner Bros, em 1949.

Ela estrou no cinema em Fúria Sanguinária (White Heat, 1949), em um papel não creditado. Ela fez pequenos papéis no cinema, até ganhar destaque em Era Sempre Primavera (The Happy Years, 1950), na MGM.


Dean Stockwell e Claudia Barrett em Era Sempre Primavera

Mas foram nos westerns onde ela encontrou melhores trabalhos, atuando em filmes como O Rancho da Discórdia (Rustlers on Horseback, 1950), Quatreiros Noturnos (Night Riders of Montana, 1951) e Vingança Implacável (Desperadoes' Outpost, 1952), todosestrelados por Allan Rocky Lane.


Claudia Barrett em Quatreiros Noturnos 


Após atuar em O Robô Alienígena, Claudia basicamente só conseguiu trabalhos na televisão nos anos seguintes, atuando em diversos seriados, geralmente também ambientados no velho oeste. Ela retornou ao cinema em Dois Pracinhas do Barulho (The Last Time I Saw Archie, 1961), e despediu-se das telas após atuar em Império da Vingança (Taggart, 1964).

Mas nunca abandonou completamente a indústria do cinema. Claudia começou a trabalhar na distribuição e publicidade dos filmes, e ingressou na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, trabalhando na divisão que premia com um Oscar realizações técnicas e científicas.

Ela também dava aula de interpretação em uma escola montada por Mickey Rooney.

Claudia Barrett foi casada com o ator Alan Wells, entre 1953 e 1957. A atriz morreu em 30 de abril de 2021, mas sua morte só foi anunciada no dia 09 de junho.





0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil