Relembrado o ator George Gaynes


Apesar de uma longa trajetória artística, George Gaynes alcançou a fama com quase 70 anos de idade, quando interpretou o Comandante Lassard na comédia Loucadêmia de Polícia (Police Academy, 1984). No mesmo ano ele também encantaria o público como o bondoso, mas avarento, Arthur  Warnimont (Henry, no original), na série de televisão Punky, A Levada da Breca (Punky Brewster, 1984-1988).



George Jongejans nasceu em Helsinki, Finlândia (quando a cidade ainda pertencia ao Império Russo). Sua mãe era a atriz Iya Grigorieva de Gay, mais tarde conhecida como Lady Abdy, Baronesa de Abdy. Também chamada de Iya Abdy, ela tornou-se uma patrona das artes nas décadas de 1920 e 1930, e foi musa de diversos artistas.

Seu pai era um empresário holandês.

Iya Abdy fotografada por Man Ray, 1937


Iya de Abdy retratada por Andre Derain, 1934


Gaynes foi criado como um nobre, estudando na França, Suíça e Inglaterra, e formou-se em música em 1937. Em 1940 ele estava morando na França, e quando os nazistas invadiram o país, ele tentou fugir para os Pirineus, mas foi preso pela polícia franquista espanhola e enviado para um campo de concentração, onde permaneceu até 1942,

Ao ser solto, mudou-se para à Inglaterra, onde ingressou na Marinha, e por falar vários idiomas (holandês, inglês, francês, italiano e russo), tornou-se tradutor do exército. Ele ajudou a combater o exército alemão, e foi promovido a patente de Sargento.





Em 1946, foi dispensado com honra pela Marinha Inglesa. Ele retornou para à França, mas um diretor de teatro norte-americano o convidou para fazer um papel na Broadway, e ele se mudou para Nova York (ele se tornaria um cidadão americano em 1948).

Gaynes, que não tinha experiência como ator (ele já havia se apresentado nos palcos como cantor de ópera), ele aceitou o convite influenciado pela antiga carreira da mãe, e também por seu tio, o ator Gregory Gaye.

Nos Estados Unidos, Gaynes estudou interpretação no lendário Actor's Studio.


O ator Gregory Gaye em Casablanca (1942)


Na Broadway Gaynes alternou trabalhos entre musicais, peças cômicas e dramáticas, e chegou a trabalhar com Cole Porter em Out This World (1950). Ele também trabalhou em operetas e foi o professor Higgins na versão de My Fair Lady, em 1964.

E foi trabalhando nos palcos que ele conheceu a atriz Allyn Ann McLerie, a Katie Brown de Ardida Como Pimenta (Calamity Jane, 1953), com quem se casou em 1953.


 Allyn Ann McLerie e George Gaynes


Em 1955 Gaynes também começou a trabalhar na televisão, e fez diversas participações em séries de TV entre as décadas de 1950 e 1960.


George Gaynes e Janet Blair, em 1955


Gaynes estreou no cinema em O Herói do PT-109 (PT 109, 1963), e fez pequenos papéis em Jaula Amorosa (Le Félind, 1964), O Grupo (The Group, 1966) e Sem Rumo no Espaço (Marooned, 1969).


George Gaynes em O Grupo


George Gaynes fez muitos trabalhos na televisão na década de 1970, e apareceu em alguns filmes, como Mulheres de Médicos (Doctor's Wives, 1971), A Maldição da Lua Cheia (The Boy Who Cried Werewolf, 1973), Nosso Amor de Ontem (The Way We Were, 1973), Dois Vigaristas em Nova York (Harry and Walter Go to New York, 1976) e No Mundo do Cinema (Nickelodeon, 1976).


George Gaynes em Nosso Amor de Ontem


Entre 1979 e 1980 ele fez uma participação na novela General Hospital, o que ajudou a aumentar sua popularidade, pois apesar do extenso currículo, ele ainda era quase desconhecido, e estava relegado a pequenos papéis.

Em 1982 ele teve um papel melhor na comédia Cliente Morto Não Paga (Dead Men Don't Wear Plaid, 1982), e no mesmo ano ganhou destaque em Tootsie (Idem, 1982), um grande sucesso do cinema daquele ano. Por este trabalho, concorreu ao prêmio de Melhor Ator Coadjuvante no Festival de Críticos de Nova York.


George Gaynes em Tootsie


Depois ele interpretou um veterano ator judeu que foge dos nazistas em Sou ou Não Sou (To Be or Not to Be, 1983), dirigida por Mel Brooks. No filme Gaynes teve a oportunidade de cantar, mostrando seu talento vocal. Também atuou em Minhas Duas Mulheres (Micki + Maude, 1984), estrelada por Dudley Moore.

No ano de 1984 sua carreira deu uma guinada, quando ele interpretou o atrapalhado Comandante Lassard em Loucadêmia de Polícia (Police Academy, 1984). O filme foi um enorme sucesso, e rendeu seis continuações, todas elas com a presença de George Gaynes.


George Gaynes em Loucadêmia de Polícia


Ainda em 1984 ele estrelou, ao lado de Soleil Moon Frye, a série Punky, A Levada da Breca (Punky Brewster, 1984-1988), onde interpretava o solteirão Arthur, um fotógrafo que adota uma menina abandonada pela mãe.

A série fez muito sucesso, e rendeu também um desenho animado, Punky (It's Punky Brewster), produzido em 1985, onde Gaynes dublava o personagem Arthur.







Em Punky, A Levada da Breca, Gaynes teve a oportunidade de contracenar com a esposa  Allyn Ann McLerie, que participou de alguns personagens, interpretando o interesse amoroso de Arthur.


George Gaynes e  Allyn Ann McLerie em Punky, A Levada da breca



Com Allyn Ann McLerie Gaynes teve dois filhos. Um deles, Matthew Gaynes, se classificou na equipe de remo para os Jogos Olímpicos de 1980, mas acabou não participando das Olímpiadas daquele ano quando o presidente Jimmy Carter boicotou o evento, na União Soviética.

Matthew Gaynes morreu em um acidente de automóvel em 1938, com apenas 30 anos de idade. Ele estava na Índia, filmando um documentário para a ESPN quando faleceu.


Matthew Gaynes


Após a morte do filho, George Gaynes trabalhou com menos frequência. Entre 1989 e 1991 ele fez participações na série The Days and Nights of Molly Dodd, e também trabalhou em Hearts Afire (1992-1993).

No cinema, atuou em Minha Madrasta é Um Terror (Stepmonster, 1993) e atuou na última sequencia de Loucadêmia de Polícia, Loucadêmia de Polícia 7: Missão Moscou (Police Academy: Mission to Moscow, 1994).

Ele ainda faria Lassard mais uma vez, em 1998, em uma série de TV baseada no sucesso dos filmes.

George Gaynes em Loucadêmia de Polícia 7: Missão Moscou


Em 1994 ele ainda atuou no filme O Quarteto Fantástico (The Fantastic Four, 1994), baseado nos quadrinhos da Marvel, e esteve no ótimo Tio Vanya em Nova York (Vanya on 42nd Street, 1994), do cineasta francês Louis Malle.


George Gaynes em Tio Vanya em Nova York


Famoso por atuar em comédias, ele surpreendeu a todos ao interpretar um religioso puritano e inquisidor em As Bruxas de Salém (The Crucible, 1996), mas voltou a fazer comédias atuando em Mera Coincidência (Wag the Dog, 1997).


George Gaynes, a direita, em As Bruxas de Salém


Gaynes ainda faria uma participação especial na série Sliders: Dimensões Paralelas (Sliders), em 1999, interpretando o personagem de Jerry O'Connell idoso. E se aposentou após participar da comédia Recém Casados (Just Married, 2003).

George Gaynes morreu na casa de sua filha em 15 de fevereiro de 2016, aos 98 anos de idade.




George Gaynes cantando


Veja Também:




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil