Mila Moreira Completa 75 Anos de Idade


Uma das modelos brasileiras mais famosas da década de 1970, Mila Moreira conquistou a televisão (e também o cinema), geralmente interpretando mulheres ricas e elegantes.

Uma das primeiras modelos a migrar para a TV, a atriz enfrentou preconceito no começo da carreira, como relembrou em uma entrevista em 2019: "Na época, não era comum ter uma modelo fazendo televisão, então, claro que, inicialmente, teve um preconceito. Todo mundo ficava esperando para meter o pau mesmo. Os olhares tortos eram mais por conta de ser uma pessoa fora da classe. Era como hoje, as pessoas ainda acham que você está roubando o trabalho dos outros. Você estuda para ser atriz e chega alguém que só porque é bonitinha e está na moda vira atriz."


A atriz Mila Moreira

Marilda Alves Moreira da Silva nasceu em São Paulo, em 18 de maio de 1946. Filha de imigrantes portugueses, ela cresceu no bairro da Luz, onde seu pai tinha um pequeno hotel para mascates. Por não gostar do nome Marilda, adotou Mila artisticamente, em homenagem ao livro Mila 18, romance de Leon Uris.

Aos 15 anos de idade, foi descoberta por um olheiro, que a viu em uma pista de patinação. Mila foi convidada para participar do concurso Miss Luzes da Cidade, e acabou tornando-se a vencedora.


Mila Moreira, Miss Luzes da Cidade (1960)

Mila logo começou a receber convites para fazer publicidade, e em 1963 também tornou-se modelo de passarela. E por 11 anos foi modelo exclusiva da tecelagem Rhodia.






Mila Moreira como modelo

Mila tornou-se uma modelo requisitada na Europa, Ásia e Estados Unidos, e fez muito sucesso nas passarelas internacionais. Nos Estados Unidos, ela chegou a receber um convite do diretor Mark Robson para atuar no filme O Vale das Bonecas (Valley of the Dolls, 1967), mas recusou o papel, por não sentir que estava preparada para ingressar na atuação.

Entretanto, ela não era totalmente inexperiente na época. Creditada apenas como Mila, nome que usava nos tempos de manequim, ela havia feito uma participação no filme SSS Contra a Jovem Guarda. Uma produção de Luiz Sergio Person, sobre o sucesso da Jovem Guarda, que começou a ser rodada em 1966, mas nunca foi finalizada.


Mila Moreira e Alfred Hitchcok, nos Estados Unidos


De volta ao Brasil, em 1970, Mila e a modelo Ully Duwe montaram uma escola e agência de manequins, no Rio de Janeiro. E em 1973 estrou no cinema no filme Uma Negra Chamada Tereza (1973), que era inspirado em uma música de Jorge Ben Jor, e estrelado pelo cantor.

Na época, Mila Moreira havia se casado com o ator Luís Gustavo, astro da novela Beto Rockfeller (1970), e chegou-se a especular que ela atuaria na novela, mas isto nunca aconteceu. Mila e Luís Gustavo ficaram casados entre 1971 e 1973.



Cartaz de Uma Negra Chamada Tereza, o nome de Mila Moreira ainda é creditado como Mila


Mila Moreira e Luís Gustavo


Mila só estrearia nas novelas em 1979, atuando em Marrom Glacé (1979), onde fazia uma hilariante dupla com o ator Armando Bogus. A modelo havia chamado à atenção de Cassiano Gabus Mendes, que tinha visto sua participação como jurada no programa Cassino do Chacrinha.



Armando Bogus e Mila Moreira em Marrom Glacê


Mila Moreira se tornou uma presença fixa em quase todas as novelas de Cassiano, incluindo Plumas e Paetês (1980), Elas Por Elas (1982), Champagne (1983), Ti Ti Ti (1985) e Que Rei Sou Eu? (1989).



Eduardo Conde e Mila Moreira em Plumas e Paetês 


Mila Moreira em Que Rei Sou Eu?


Na Globo, ela atuou em produções como  Bambolê (1987), Meu Bem, Meu Mal (1990), Anos Rebeldes (1992) e O Mapa da Mina (1993). Depois, ainda participou de A Próxima Vítima (1995), A Indomada (1997), Anjo Mau (1997), Malhação (2000), Os Maias (2001), O Quinto dos Infernos (2002), Sabor da Paixão (2002) e Um Só Coração (2004). Ainda atuou em JK (2006), Paraíso Tropical (2007), Queridos Amigos (2008), Ciranda de Pedra (2008) e Viver a Vida (2009).



José Mayer, Mila Moreira e Monique Alves em Meu Bem, Meu Mal


Em 2010, esteve no remake de Ti Ti Ti, no papel de Stella Sanches. Desde então, não atuou em muitas produções: esteve em O Astro (2011), Sangue Bom (2013) e A Lei do Amor (2016), sua última novela até o momento.

Na Bandeirantes ainda atuou em Sabor de Mel (1983) e na Manchete. fez Mania de Querer (1986).

Mila Moreira em A Lei do Amor


No cinema a atriz foi a vilã (ao lado de Eduardo Conde) no grande sucesso Os Saltimbancos Trapalhões (1981). Ela também atuou em As Aventuras de Mário Fofoca (1982), Aguenta, Coração (1984) e Dias Melhores Virão (1989). Em 2016 ela participou do documentário Arte na Moda: Coleção MASP Rhodia  (2016).


Renato Aragão, Mila Moreira e Eduardo Conde em Os Saltimbancos Trapalhões


Reginaldo Faria, Mila Moreira e Cristiane Torloni em Aguenta Coração


Mila Moreira namorou com o produtor musical Ronaldo Bôscoli (1966-1967), com o ator Eduardo Conde (1980-1981), com o designer Hans Donner (1983-1986) e com João Carlos Balanguer (1999-2005), mas não teve filhos.

Em 2019 ela declarou que sofre de síndrome do pânico em uma entrevista. É gravíssimo, muito triste. Eu descobri só adulta que eu tinha isso desde criança. Estudava em colégio de freiras, elas chamavam meus pais porque eu dizia que estava morrendo”, contou a atriz.

Por causa da doença, ela contou que chegou a pesar 48 quilos. “Era síndrome do pânico. Uma crise incrível. Não conseguia comer, não conseguia nada. E continuava trabalhando porque quem precisa tem que ir”, explicou.

Mila Moreira atualmente vive no Rio de Janeiro.


Mila Moreira recebendo a vacina para a Covid-19


Mila Moreira atualmente




Mila Moreira e Sandra Bréa


Veja também: A História de Armando Bogus


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil