Edy Lima, escritora infantil e roteirista de Como Salvar Meu Casamento, a novela que não teve fim, morre aos 97 anos


A escritora gaúcha Edy Lima, vencedora do prêmio Jabutiu de 1972 (pelo livro infantil A Vaca Voadora) morreu no dia 01 de maio, aos 97 anos. A notícia foi divulgada pelo jornalista Florestan Fernandes Júnior. A causa da morte não foi informada. 

"O Brasil perdeu hoje uma de suas mais importantes escritoras, Edy Lima. Com mais de 50 livros publicados, ela é autora da série para crianças: A Vaca Voadora. Parte de sua obra foi traduzida para o espanhol, italiano e catalão. Recebeu vários, prêmios entre eles o Jabuti", escreveu Florestan pelo Twitter. 




Edy Maria Dutra da Costa Lima nasceu em Bagé, Rio Grande do Sul, em 07 de julho 1924. Ela escreveu seu primeiro livro, A Moedinha Amassada, em 1945. Morando em São Paulo, foi jornalista do Jornal de São Paulo, fundando por Guilherme de Almeida, em 1945. Depois se transferiu para o Diário de S. Paulo, de propriedade de Assis Chateaubriand, onde chegou a ser a Diretora da página Feminina do matutino paulistano.

No Teatro, ganhou Prêmio de Teatróloga Revelação da Associação Brasileira de Críticos Teatrais (ABCT) de 1960, por sua peça A Farsa da Esposa Perfeita, dirigida por Augusto Boal, no Teatro de Arena.




Toda a sua obra é posicionada em relação à situação da mulher em nossa sociedade, o que foi ressaltado na tese de doutorado O feminino na literatura infantil e juvenil brasileira: poder, desejo, memória (UFRJ, 1995) da Profa. Dra. Rosa Maria Cuba Riche. Dessa tese, podemos destacar algumas frases sobre as personagens de Edy Lima, tais como: "Essas mulheres (as personagens) são inteligentes, sábias, conscientes do seu potencial."

Em 1979 Edy Lima escreveu os 140 capítulos da novela Como Salvar Meu Casamento (1979-1980), estrelada por Nicete Bruno e Patricia Mayo. A novela, apesar de bem sucedida, não teve final exibido, já que a TV Tupi, emissora que a exibia, saiu do ar antes do último capítulo da produção.


Como Salvar Meu Casamento


Edy Lima também foi a autora da novela O Todo Poderoso (1979-1980), exibida pela TV Bandeirantes e estrelada pelo ator Eduardo Tonargui. E foi produtora do filme Amor Maldito (1984), dirigido por Adélia Sampaio, a primeira diretora negra a realizar um filme no Brasil.



O último livro de Edy Lima, Opiniões Irreverentes, foi escrito em 2011, quando a autora tinha 87 anos de idade.






0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil