Alejandro Rey, um galã argentino em Hollywood


Alguns artistas argentinos alcançaram o estrelato em Hollywood, como Barry Norton, Dick Haymes e Fernando Lamas. Alejandro Rey, mais lembrado como Carlos Ramirez, na série A Noviça Voadora (The Flying Nun, 1967-1970), também faz parte desta lista.


Alejandro Rey nasceu em 08 de fevereiro de 1930, na cidade de Buenos Aires. Ele estudou interpretação com Hedwi Schlichter, e estreou no teatro com sua companhia.

Rey estreou no cinema em seu país, no filme Dock Sud (1953). No ano seguinte atuou no sucesso O Bastardo (Gaucho, 1954), estrelado por Tita Merello. Entre 1953 e 1957 ele atuou em oito filmes argentinos, dois deles ao lado de Elsa Daniel.

Elsa Daniel e Alejandro Rey em La Casa del Ángel (1957)

Em 1957 ele começou a filmar El Diablo de Vacaciones. O filme, rodado em um navio, teria cenas em diversos países do mundo, mas a produção não foi concluída por falta de recursos. Alejandro acabou ficando na Espanha, onde foi contratado por King Vidor para atuar na superprodução norte-americana (rodada na Espanha) Salomão e a Rainha de Sabá (Solomon and Sheba, 1959), estrelada por Yul Brynner e Gina Lollobrigida.

No país, ainda atuou em Bajo el Cielo Andaluz (1960), estrelado por Marifé de Triana. De volta à Argentina, estrelou La Maestra Enamorada (1961) e também trabalhou na televisão em Maria Transtorno y Yo, mas apesar do sucesso do programa, ele ficou apenas três meses no ar, pois o ator foi convidado para ir para Hollywood, e abandonou a produção.


Alejandro Rey havia sido contratado pela Fox para atuar em Sangue na Praia (Battle at Bloody Beach, 1961). Após atuar no filme, fez muitas participações em séries de televisão, como Surfside 6, Perry Mason, Cidade Nua (Naked City), Rota 66 (Route 66) e O Fugitivo (The Fugitive). 

David Janssen e Alejandro Rey em O Fugitivo

Ele só retornaria ao cinema em O Seresteiro de Acapulco (Fun In Acapulco, 1963), estrelado por Elvis Presley. Mas apesar de ter um papel importante no filme, ele não teve seu nome incluído nos créditos.

Alejandro Rey, Ursula Andress e Elvis Presley em O Seresteiro de Acapulco

Na década de 60 ele faria apenas mais um filme, Os Ressuscitados (Synanon, 1965), mas atuou muito na televisão. E foi na televisão que ele alcançou seu maior sucesso, como o playboy Carlos Ramirez na série A Noviça Voadora (The Flying Nun, 1967-1970), estrelada por Sally Field.

Em 1967, ano em que estreou a série, ele naturalizou-se norte-americano.



Quando a série chegou ao fim, em 1970, o ator veio ao Brasil filmar  The Sandpit Generals (1971), baseado no livro Capitães da Areia, de Jorge Amado. No elenco do filme ainda Butch Patrick (o Eddie Monstro da série Os Monstros), Kent Lane (filho do diretor Hall Bartlett e Rhonda Fleming) e os brasileiros Guilherme Lamounier, Eliana Pittman, Dorival Caymmi, Marisa Urban e Aloysio de Oliveira.

Alejandro Rey em The Sandpit Generals

O filme foi proibido no Brasil pelo regime militar, e também não agradou nos Estados Unidos, mas fez um enorme sucesso na antiga União Soviética.

No ano seguinte, estrelou A Substituta (The Stepmother, 1972), único filme onde foi protagonista. Com Charles Bronson e Linda Cristal (que também é argentina) atuou em Desafiando o Assassino (Mr. Majestyk, 1974).

Linda Cristal, Charles Bronson e Alejandro Rey em Desafiando a Assassino

Ele voltaria a trabalhar com Bronson em Fuga Audaciosa (Breakout, 1975), e atuou nos filmes O Enxame (The Swarm, 1978), A Morte Ronda a Pantera (Sunburn, 1979) e Cuba (Idem, 1979). E rodou dois filmes feitos nas Filipinas.

Na década de 80 ainda atuou em A Nona Configuração (The Ninth Configuration, 1980), Moscou em Nova York (Moscow on the Hudson, 1984) e a Visão do Terror (TerrorVision, 1986), que acabou sendo seu último filme.

Mary Woronov e Alejandro Rey em Visão do Terror

Também atuou muito na televisão neste período, aparecendo em diversas séries de televisão, tendo inclusive um personagem regular na série Dallas (Idem), em 1986.

Em 1986 ainda atuou em um episódio de Esquadrão Classe A (The A-Team), que acabou sendo seu último trabalho como ator.


Fumante, Alejandro Rey faleceu no ano seguinte, em 21 de maio de 1987, vítima de câncer de pulmão. Ele tinha apenas 57 anos de idade.


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil