Atriz Isabel Teresa morre aos 93 anos

Isabel Teresa e Jardel Filho na peça O Contrato Azul (1970)

Morreu no dia 29 de julho a atriz carioca Isabel Tereza, aos 93 anos de idade. Grande nome do teatro brasileiro, Isabel era formada em teatro, e iniciou sua carreira no começo da década de 50, mas ficou conhecida do grande público ao interpretar mulheres ricas e sofisticadas nas novelas O Cafona (1970) e O Rebú (1974), ambas na Rede Globo.

Tônia Carrero, a cantora Maysa e Isabel Teresa em O Cafona

Nascida no Rio de Janeiro em 1926, Isabel Teresa Alves Prazeres era bisneta do escritor Bernado Guimarães. Grande nome do teatro brasileiro, Isabel atuou em diversas peças importantes, e foi seu trabalho nos palcos que a levou para a televisão.


Geralmente dirigida por Sérgio Britto, e atuando ao lado do grupo Teatro dos Sete, ela estreou na televisão atuando no Grande Teatro Muray, na TV Rio, interpretando textos clássicos. Também fez inúmeros teleteatros na TV Tupi, no começo da década de 60. Na Tupi, também integrou o elenco do Teatrinho Troll, atuando em peças infantis.

Por seus trabalhos em teleteatros, foi eleita a Atriz Revelação da Televisão Brasileira em 1958.

Sérgio Viotti e Isabel Teresa na TV Rio

Em 1963 atuou na sua primeira telenovela, A Morta Sem Espelho, ainda na TV Rio. A obra era escrita pelo dramaturgo Nelson Rodrigues, e dirigida por Sérgio Britto e Fernando Torres. No elenco, Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Francisco Cuoco, Carminha Brandão, Italo Rossi, Aldo de Maio, Zilka Salaberry, entre outros.

Nelson Rodrigues entre Fernanda Montenegro, Rosita Thomaz Lopes, Isabel Teresa
(a primeira a direita, em baixo) e Zilka Salaberry

Na emissora ainda atuou na novela O Desconhecido (1964), ao lado do ator Carlos Alberto, com quem ela foi casada entre 1964 e 1966.

Isabel Teresa e Carlos Alberto

Em 1970 fez a novela E Nós Aonde Vamos?, na TV Tupi. No ano seguinte, formou um trio com Tônia Carrero e a cantora Maysa na novela O Cafona. As três interpretavam mulheres sofisticadas da alta sociedade.

Gracindo Junior e Isabel Teresa em E Nós Aonde Vamos?

Isabel Teresa, Juan de Burbon, Renata Sorah, Francisco Cuoco e Felipe Carone em O Cafona

De volta a Tupi, atuou em Tempo de Viver (1972) e novamente na Globo atuou em O Rebu (1974), sua última telenovela.

Isabel Teresa, de vestido branco, em O Rebu

Após atuar na peça Flor do Milênio, em 1988, a atriz se aposentou. Mãe de um único filho, de seu primeiro casamento, a atriz vivia no Retiro dos Artistas desde 2008.

Em 2014, a convite de Manoel Carlos, fez figuração na novela Em Família, junto com outros residentes do Retiro. Isabel Teresa e seus colegas veteranos eram alguns dos residentes do asilo comandando por Beth Goffman.


Embora nunca tenha atuado no cinema, em 1958 ela começou a filmar Chapéu Cheio de Cuva, baseado na obra de Michael Gazzo, ao lado do ator Milton Moraes, mas o filme nunca foi finalizado.

Isabel Teresa faleceu no dia 29 de julho, aos 93 anos, em consequências do Mal de Alzheimer.




Curta nossa página no Facebook 
Se inscreva no nosso canal do Youtube

1 comentário:

  1. Isabel Teresa Guimarães Alves Prazeres — a atriz Isabel Teresa — nasceu no Rio de Janeiro em 20 de abril de 1934, tendo falecido portanto com 85 anos e não com 93. Foi casada com o engenheiro Roberto Timarco [nascido em Catania, Sicilia, Itália], de quem se divorciou e com quem teve um filhO, que vive há muitos anos nos EUA. Deixa também um irmão. Era filha do jornalista e advogado Laércio Chaves da Costa Prazeres (1894-1971) e da artista plástica bissexta Lívia Guimarães Alves Prazeres (1904-1996). Era neta pelo lado paterno do desembargador João Câncio da Costa Prazeres e de sua mulher, Cândida Chaves da Costa Prazeres e do lado materno do juiz Albino Alves Filha e de sua mulher Isabel da Silva Guimarães Alves, esta filha do poeta e romancista Bernardo Guimarães. [Maria Fernanda Guimarães, jornalista; pesquisadora de genealogia]

    ResponderEliminar

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil