Morre Francis Lai, compositor dos temas de Um Homem e Uma Mulher e Love Story



Francis Lai, compositor e pianista francês faleceu em 07 de novembro de 2018.

Francis Albert Lai nasceu em 26 de abril de 1932, Lai frequentava a vida a noturna do bairro de Montmarte, onde conheceu o cineasta Claude Lelouch, que o contratou para escrever a trilha sonora de Um Homem, Uma Mulher (A Mand and a Woman, 1966)., escrita em parceira com Pierre Barouch.

Este foi o primeiro trabalho do músico em um longa metragem, e lhe valeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Canção. Lai não ganhou o prêmio, mas a música fez sucesso mundialmente, e tornou-se uma das trilhas sonoras mais famosas da história do cinema.

Lai passou a compor para filmes franceses e americanos, e trabalharia com Lelouch em diversas ocasiões, sendo novamente indicado ao Globo de Ouro por Vivre por Vivre (1967). Na França, foi autor de da trilha de O Passageiro da Chuva (Le passager de la pluie, 1970), que vendeu milhões de discos com a canção de Mireille Mathieu.
Em 1970 ele ganhou um Oscar com a música Where do I Beguin, trilha sonora do filme Love Story - Uma História de Amor (Love Story, 1970). A música chegou a encabeçar o topo das paradas da Billboard, e também tornou-se outra icônica música da história cinematográfica.

Francis Lai compôs para mais de 130 filmes, incluíndo Mayerling (1968), Triângulo Proibido (Three Into Two Won't Go, 1969), Emannuelle 2 (1975) e Duplo Triunfo (International Velvet, 1978). Seu último trabalho para o cinema foi compondo para Les plus belles années, de Claude Lelouch, que deverá ser lançado em 2019.

O compositor tinha 86 e sua morte foi divulgada pelo seu amigo Christian Estrosi em suas redes sociais. Christian não divulgou a causa da morte de Francis Lai.







 

Leia também: O fracasso de Anna Sten




Leia também: O controverso Ty Hardin

Curta nossa página no Facebook

Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil