Anita Pallenberg, a musa dos Rolling Stones e a vilã de Barbarella


Anita nasceu em Roma, em 06 de abril de 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, mas mudou-se para Londres na adolescência.  Em 1965 trabalhava como modelo na Alemanha, quando conheceu o músico Brian Jones, da banda Rolling Stones. Passaram a viver juntos, até 1967, quando ele começou a agredi-la. Anita então o trocou por Keith Richards, outro integrante da banda (Jones morreria afogado na piscina de sua casa em 1969), com quem viveu até 1979, e teve três filhos (embora nunca tenham se casado).
Estreou no cinema no filme alemão Mord und Toschlag (1967), que tinha música de Jones. Em seguida fez uma pequena participação no filme O Muro das Maravilhas (Wonderwall, 1968), estrelado por Jane Birkin e com músicas do Beatle George Harrison.

Em 1968 atuou no filme pelo qual é mais lembrada, a vilã de Barbarella (Idem, 1968) estrelado por Jane Fonda. Anita interpreta a Rainha Negra de SoGo, que se envolve com a personagem principal e com o anjo de John Phillip Law. Neste ano também interpretou a enfermeira no cult Candy (1968) de Richard Marquand.
Com Jane Fonda em Barbarella

Com John Phillip Law em Barbarella
Com James Coburn em Candy

Em seguida protagonizou o filme italiano Dillinger Morreu (Dillinger è Morto, 1969) ao lado de Michel Piccoli. Também atuou em O Tirano da Aldeia (Michael Kohlhaas - Der Rebell, 1969). E apareceu no documentário Sympathy For the Devil (1968), documentário sobre os Rolling Stones feito por Jean Luc-Godddard.

Atuou também em Performance (1970), um filme dirigido por Donald Cammell e Nicolas Roeg, que tinha Mick Jagger no elenco. Nesta época Anita, que morava junto com Keith Richards, teve um romance com o vocalista dos Stones. Ela ainda atuaria em Le Berceau de Cristal (1976), ao lado da cantora Nico, da banda Velvet Underground. Também trabalho nas peças da Factorie, de Andy Warhol

Anita teve um grande papel nos Rolling Stones, indo muito além de ser uma "groupie". Sua opinião era respeitada e algumas das músicas do grupo só foram lançadas após ela aprovar a mixagem. Também fez  backing vocal em algumas da canções da banda. E apesar do romance com Mick Jagger, tornou-se muito amiga da cantora Marianne Faithfull, a namorada do cantor na época. A amizade de ambas duraria a vida inteira.
Com o fim do relacionamento com Keith Richards ela voltou para a faculdade, cursando moda. E fazia aparições esporádicas como DJ. Em 2001 fez uma participação, como ela mesma, na série Absolutely Fabulous, junto com a amiga Marianne Faithfull.
Marianne, Joanna Lumley e Anita em Absolutely Fabulous

Na década de 2000 voltou a atuar em filmes independentes, sendo o último deles a ficção 4:44 - O Fim do Mundo (4:44 Last Day on Earth, 2011), com Williem Dafoe. 

Eddie Sedwick, Andy Warhol, Catherine Deneuve,
Zouzou, Anita e Gerard Malaga

Com Brian Jones

Com Keith Richards

Com Mick Jagger

Anita Pallenberg morreu no dia 13 de junho de 2017, aos 73 anos. 

Leia também: O galã Bradford Dillman
 
Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil