Últimas Notícias

6/recent/ticker-posts

Morre a atriz e produtora Daisy Fonseca, veterana das radionovelas, aos 97 anos de idade



Morreu no dia 15 de dezembro a rádioatriz, roteirista, produtora e poetista Daisy Fonseca, aos 97 anos de idade. Pioneira do rádio e televisão, Daisy era irmã da atriz e dubladora Gessy Fonseca, e foi casada com o locutor Rebello Júnior, o inventor da comemoração dos gols como conhecemos hoje. Locutor esportivo, foi ele quem primeiro prolongou o grito de gol (gooooolll) em uma narração esportiva, hoje utilizada no mundo inteiro. Por seu feito, Rebello era chamado de "o homem do gol inconfundível).


Daisy Fonseca, ao centro, cercada pelas rádioatrizes Laura Cardoso e Maria Estela Barros


Nascida em 1925 Daisy e a irmã Gessy entraram para o rádio por acaso, em 1941. Elas estavam no assistindo ao programa de auditório Palmolive no Palco, na Rádio Record, quando o radialista Octávio Gabus Mendes (pai de Cassiano Gabus Mendes), as chamou para o palco. Elas acabaram fazendo teste de voz, e foram contratadas pela emissora. Daisy tinha uma voz doce, e foi escalada para papéis de mocinhas ingênuas, enquanto sua irmã, Gessy Fonseca, ganhava os papéis de vilãs.

Logo as irmãs se tornaram grandes estrelas do rádio-teatro paulistano, atuando nas radionovelas de Mauiel Durães. Mas ainda no ano de 1941 Daisy Fonseca deixou a Record, indo trabalhar na Rádio Cruzeiro do Sul. Posteriormente, ela foi contratada pela Rádio Bandeirantes, onde fez sucesso no programa Cinema em Seu Lar, que reproduzia no rádio os sucessos exibidos nos cinemas. O programa era produzido por Ivani Ribeiro.




Sob a tutela de Ivani Ribeiro, a quem chamava de mestra, Daisy Fonseca também começou a escrever novelas, tendo exercido esta função por anos. A mestra e a discipula foram contratadas pela Rádio Tupi, onde passaram a escrever o Teatrinho das Cinco e Meia, que tinha no elenco nomes como Lia de Aguiar, Janet Clair (quando ainda era atriz), Homero Silva e Cacilda Becker.

Em 1946 Daisy conheceu na Tupi o locutor Rebello Junior, com quem se casou no ano seguinte. O casal teve dois filhos. Após o casamento, ela deixou o rádio em 1948. Mas a carreira deixou saudade, e ela retornou em 1952, contratada pela Tupi do Rio de Janeiro.


Daisy Fonseca, Rebello Júnior e os filhos do casal

Com a chegada da televisão, Daisy fez parte do time pioneiro da TV Tupi, agora como roteirista, escrevendo novelas como Na Noite Eterna (1954). Depois, tornou-se produtora, criando diversos programas, sendo a responsável por transformar Hebe Camargo de cantora a apresentadora. Por mais de 15 anos, Daisy também foi a roteirista dos programas de Hebe, além de ter lançado na tv a apresentadora infantil Giovanna (Giovanna Prado).

Durante o tempo em que foi rádio atriz, era chamada de "a voz mais doce do rádio paulista".








Veja também: Entrevista com Miriam Simone, uma pioneira da televisão brasileira







Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

Ajude o site a se manter no ar, contribua com qualquer valor no PIX contatomemoriacine@gmail.com



Postar um comentário

0 Comentários