Billy Watson, um dos últimos artistas dos tempos do cinema mudo, morre aos 98 anos de idade

Billy Watson, Gloria Watson e Chester Conklin em O Táxi 13 (1928)


Billy Watson, antigo ator mirim dos tempos, morreu no dia 17 de fevereiro de 2022, aos 98 anos de idade. O ator morreu de causas naturais, e sua morte só foi divulgada no dia 03 de março.

Nascido em 1923, Billy Watson era um dos últimos sobreviventes entre os artistas que atuaram ainda nos tempos do cinema mudo, e fazia parte da "Watson Family" considerada a primeira "família de Hollywood". Seu pai, Coy Watson Sr. havia trabalhado no vaudeville e foi um dos Keystone Cops originais. Ele e sua esposava moravam em uma sítio, há 300 metros dos estúdios de Mack Sennet, em Endedale, uma região que mais tarde ainda iria se chamar Hollywood.

Com sua esposa Golda, teve nove filhos, e todos eles tornaram-se atores. Sempre que Mack Sennett precisava de uma criança, havia um Watson de qualquer idade e tamanho, pronto para rir, chorar ou receber uma torna na cara, tão comum nos filmes daqueles tempos.


Os irmãos Watson eram: Coy Watson Jr. (1912-2009), Vivian Watson (1915-1994), Gloria Watson (1917-1997), Louise Watson (1919-2018), Harry Watson (1921-2001), Billy Watson (1923-2022), Delmar Watson (1926-2008), Garry Watson (1928) e Bobs Watson (1930-1999).

Delmar e Bobs foram os que tiveram a carreira mais bem sucedida.

Bobs, Garry, Delmar, Billy, Harry, Louise, Gloria, Vivian, Coy Jr e a mãe das crianças

Billy estreou no cinema na comédia  O Táxi Nº 13 (Taxi 13, 1928), ainda produzida como um filme silencioso. Ele interpretava um dos filhos do ator Chester Conklin. Quase todas as as demais crianças eram interpretadas por seus irmãos.




 

Ele ainda faria mais um filme mudo, Arriscando o Verbo (Taking a Chance, 1928). Depois, migrou para o cinema sonoro, onde fez pequenos papéis infantis.

Ele atuou em obras como  Mary Stuart, Rainha da Escócia (Mary of Scotland, 1936), No Velho Chicago (In Old Chicago, 1937), A Mocidade de Lincoln (Young Mr. Lincoln, 1939) e A Mulher Faz o Homem (Mr. Smith Goes to Washington, 1939). 

Com seus irmãos, atuou ainda em Dr. Bull (Doctor Bull, 1933) e A Vida Começa aos 40 (Life Begins at 40, 1935).


Billy e Katharine Hepburn em Mary Stuart, Rainha da Escócia



A Vida Começa aos 40 (Life Begins at 40, 1935)


Após atuar em A Mulher que Eu Quero (I Take This Woman, 1940), ele resolveu abandonar o cinema. Seus pais nunca os pressionaram, alegando que nunca venderiam seus filhos, e que sabiam o que passavam astros mirins como Mickey Rooney e Judy Garland

Ele se casou em 1946, e ficou viúvo em 2008. Billy Watson deixou quatro filhos. Ele também deixa o irmão Gary Watson, o último dos Watsons ainda vivo, e um dos últimos artistas que atuaram no cinema mudo ainda entre nós.


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil