Morre a cantora e atriz Olivinha Carvalho, pioneira do rádio brasileiro


Morreu no dia 30 de novembro a cantora e atriz Olivinha Carvalho. Ela tinha 90 anos de idade, e morreu devido a complicações da senilidade. Especialista em músicas portuguesas, Olivinha começou a cantar no rádio brasileiro em 1935, aos cinco anos de idade.


Nascida em 30 de março de 1930, Olivinha era filha do cantor Antonio de Carvalho e da rádio atriz D. Zulmira, e irmã da cantora (de carreira breve) Idalina Carvalho. Aos cinco anos de idade, começou a cantar no programa Heraldo Português, na Rádio Cajuti. Em 1936 fez apresentações em São Paulo, cantando nas Rádio Cosmos e no Teatro Boa-Vista.


Por cantar músicas portuguesas, foi apelidada de A Severinha, em homenagem ao grande sucesso do filme português A Severa (1929), primeira produção falada feita em Portugal. Olivinha gravou seu primeiro disco em 1940, e na década de 50 tornou-se um dos grandes nomes da Era de Ouro do Rádio Nacional.



Olivinha Carvalho também fez inúmeros espetáculos no Teatro de Revista, e atuou em alguns filmes nacionais. Ela tinha 14 anos quando estreou na comédia musical Berlim na Batucada (1944). Também esteve nos filmes Pif-Paf (1945), Cem Garotas e um Capote (1945), Esta é Fina (1948), Fogo na Canjica (1948) e Eu Quero é Movimento (1949).

A cantora se aposentou em 1971.






Curta nossa página no Facebook

Se inscreva no nosso canal do Youtube


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil