Jon-Erik Hexum, o galã que não teve tempo para virar um astro



Em 18 de outubro de 1984 o mundo ficou chocado com a morte do belo e promissor Jon-Erik Hexum, o protagonista da série Retrato Falado (Cover Up), com apenas 26 anos.

Jon-Erik nasceu em Nova Jersey, mas era descendente de noruegueses. Após formar-se em engenharia biomédica, mudou-se para Nova York para tentar a carreira de ator. Sem emprego, trabalhava como faxineiro na grande cidade quando conheceu o agente de elenco Bob LeMond (que descobriu John Travolta) e este o convenceu a mudar-se para Los Angeles.

Bob queria que ele fizesse teste para protagonizar Amantes de Verão (Summer Lovers, 1982), estrelado por Darryl Hannan. Jon-Erik fez o teste, mas perdeu o papel para Peter Gallagher.

Porém, a experiência não foi em vão, e o rapaz chamou a atenção de produtores, que o escalaram para protagonizar a série Voyagers - Os Viajantes do Tempo no Brasil (Voyagers!, 1982-1983), que foi exibida no Brasil pelo SBT. A série mostrava Jon-Erik e Meeno Peluce (irmão de Soleil Moon Frye, a Punk Brewster) viajando no tempo para corrigir erros históricos.



Meeno Peluce e Jon-Erik Hexum em Voyagers!

A série uma temporada. Em seguida o ator estrelou o filme Criando Um Top Model (Making of a Male Model, 1983), ao lado da veterana Joan Collins. Durante as filmagens o ator foi alvo de muitos tabloides, devido ao seu romance fora das telas com Joan, 25 anos mais velha que ele.

Joan e Jon-Erik

Na sequência atuou em O Urso (The Bear, 1984), sobre a vida de um treinador de futebol americano. Jon-Erik Hexum pode levar às telas sua experiência como atleta durante os anos de faculdade. O filme foi lançado três semanas antes de sua morte.

O Urso

O ator sonhava em fazer filmes importantes, como O Franco Atirador (The Deer Hunter, 1978), seu filme favorito, e tentava se desvencilhar do estigma de galã. Recusou papéis importantes em séries como Os Gatões de Hazzard (The Dukes of Hazzard) e Chips. Mas vendo que papéis mais desafiadores não vinham, aceitou o papel principal na série Retrato Falado (Cover Up, 1984-1985), ao lado da brasileira Jennifer O'Neill.

Jennifer O'Neill e Jon-Erik Hexum

A série falava sobre uma falsa agência de modelos, que na verdade eram agentes secretos de espionagem. Durante as gravações do sétimo episódio da série o ator brincava com um revolver usado para uma cena, carregado com balas de festim. Jon-Erik Hexum mirou a arma contra a cabeça e disparou, sendo atingido pelo plástico que revestia a pólvora usada para simular o tiro cenográfico. O impacto causou um ferimento no seu crânio e atingiu seu cérebro. Ele foi levado as pressas para o hospital, mas não resistiu. Seis dias após o acidente, foi declarado com morte cerebral.

Sua mãe autorizou a doação de seus órgãos, e cinco pessoas foram salvas com este gesto. O ator foi uma das primeiras celebridades conhecidas a ter seus órgãos doados, o que incentivou muito a doação nos anos seguintes.

A série continuou por um tempo, mas foi cancelada no ano seguinte. Em entrevista em 2006, Jennifer O'Neil reclamou das condições de trabalho, dizendo que os atores trabalhavam até a exaustão, muitas vezes passando mais de dezoito horas no estúdio. A Fox, produtora da mesma, fez um acordo indenizatório com a família do rapaz, cujo teor nunca foi divulgado. 

O último episódio em que apareceu foi ao ar duas semanas após sua morte, com uma mensagem em sua homenagem no final, que dizia:

"Quando uma estrela morre, sua luz continua a brilhar
Através do universo por milênios.
Jon-Erik Hexum morreu em outubro deste ano ... mas as vidas que ele tocou continuarão a ser iluminadas por sua luz
...Para sempre e sempre."




1 comentário:

  1. Lembro destas séries. Voyager era ótima; achava que tinha sido nesta que ocorreu o acidente. Lembro que todos ficaram muito tristes com sua morte.
    Parabéns pelo artigo.

    ResponderEliminar

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil