Últimas Notícias

6/recent/ticker-posts

O versártil e talentoso Terence Stamp



Com uma longa carreira que incluiu cerca de 100 créditos, Terence Stamp é um talentoso ator que transita por todos os gêneros. Considerado um dos maiores galãs da década de 1960, o inglês foi eleito um dos "100 homens mais sexys de todos os tempos", em 1995.



O jovem Terence Stamp

Terence Henry Stamp nasceu em Londres em 22 de julho de 1938, e quando criança, ficou fascinado pelo cinema, quando a tia o levou para ver um filme de Gary Cooper, e neste momento ele decidiu que também seria ator.

Na juventude, ganhou uma bolsa para estudar teatro, e fez sua estreia como ator profissional em 1959, contracenando com outro jovem e promissor ator inglês: Michael Caine. Stamp e Caine, no começo de carreira, chegaram a dividir um apartamento para economizarem nas despesas.

Em 1960 Stamp foi escalado por Peter Ustinov para atuar em um importante papel no filme O Vingador dos Mares (Billy Bud, 1960), que lhe valeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Terence Stamp não ganhou o prêmio, mas acabou ganhando fama imediata.

Terence Stamp em O Vingador dos Mares

Logo em seguida, ele contracenou com o lendário Laurence Olivier em Mentira Infamante (Ter of Trial, 1962), mas foi após seu trabalho em O Colecionador (The Collector, 1965), do veterano diretor William Wyller, que Terence Stamp se tornou um astro.


Terence Stamp e Samanta Eggar em O Colecionador

Ao lado de Monica Vitti, o ator então estrelou Modesty Blaise (Idem, 1966), e depois fez muito sucesso contracenando com Julie Christie em Longe Deste Insensato Mundo (Far from the Madding Crowd, 1967). E ainda no mesmo ano, atuou em A Lágrima Secreta (Poor Cow, 1967), o primeiro filme dirigido por Kean Loach.


Terence Stamp e Julie Christie em Longe Deste Insensato Mundo

Nesta época, Terence Stamp e Julie Christie eram namorados, mas o relacionamento durou pouco tempo. Depois, ele namorou a super modelo Jean Shrimpton, para a alegria dos paparazzos, que fizeram do casal uma das duplas mais fotografadas da década de 1960.

Na lista de conquistas do ator também estão nomes como Brigitte Bardot, Marisa Berenson, Peggy Lipton, Joan Collians e sua irmã Jackie Collins.


Jean Shirmpton e Terence Stamp

Stamp chegou a ser cotago para assumir o papel de James Bond, quando Seann Connery resolveu deixar o personagem. Mas após conversar com o produtor Harry Saltzman, e dar sugestões de como acreditava que deveria compor a personalidade do agente secreto 007, foi dispensado da lista de candidatos.

Em 1968 Terence Stamp trabalhou em Teorema (Idem, 1968), do diretor italiano Pier Paolo Pasolini. No mesmo ano, trabalhou com outro lendário diretor do cinema italiano, Federico Fellini, em dois filmes: Histórias Extraordinárias (Histoires Extraordinaires, 1968) e Toby Dammit (1968).


Terence Stamp em Toby Dammit

Após se separar de Shrimpton, Stamp foi morar um período na Índia, e ficou dois anos afastado do cinema. Devido a isto, e a sua recusa em atuar em super produções hollywoodianas, acabou afetando a sua carreira nos anos seguintes.

O ator retornou ao cinema em O Homem Que Nasceu de Novo (The Mind of Mr. Soames, 1970), mas na década de 1970 ele fez poucos filmes relevantes, intercalados com um longo período sem filmar.

O ator trabalhou com a brasileira Florinda Bolkan em Una stagione all'inferno (1971), e atou nos filmes Hu-Man (1975), Divina Criatura (Divina creatura, 1975), Striptease (1977) e O Fabuloso Ladrão de Bagdá (The Thief of Baghdad, 1978).


Terence Stamp e Florinda Bolkan em Una stagione all'inferno

Mas em 1978 o diretor Richard Donner o escalou para viver General Zod em Superman: O Filme (Superman: The Movie, 1978). Originalmente Zod teria um papel maior no primeiro filme do Super Homem, mas o roteiro da obra era tão longa, que foi dividido em duas partes, e Zod retornou como o principal vilão de Superman II: Aventura Continua (Superman II, 1980).

Zod é hoje considerado um dos maiores vilões da história do cinema.


Terence Stamp e Christopher Reeve em Superman II

Entre o lançamento de Superman e Superman II, Terence Stamp trabalhou com outro renomado cineasta, Peter Brook, em Encontro Com Homens Notáveis (Meetings with Remarkable Men, 1979). Mas na década de 1980 sua carreira foi cheia de altos e baixos.

O ator trabalhou em filmes de baixo orçamento e pouco expressivos, como O Mistério da Ilha dos Monstros (Misterio en la isla de los monstruos, 1981) e Conspiração no Vaticano (Morte in Vaticano, 1982). Muitos destes trabalhos foram feitos pela televisão.

Entre os bons filmes em que atuou neste período estão O Traidtor (The Hint, 1984) e A Companhia dos Lobos (The Company of Wolves, 1984), onde fez uma participação especial, interpretando o diabo.


Terence Stamp em A Companhia dos Lobos

O ator também esteve no elenco de Link - O Animal Assassino (Link, 1986), Perigosamente Juntos (Legal Eagles, 1986), O Siciliano (The Sicilian, 1987), Wall Street: Poder e Cobiça (Wall Street, 1987), Os Jovens Pistoleiros (Young Guns, 1988) e Missão Alien (Alien Nation, 1988).


Terence Stamp e Kiefer Sutherland em Os Jovens Pistoleiros

Terence Stamp começou a década de 1990 protagonizando Aposta Arriscada (Genuine Risk, 1990). Depois, atuou em O Grande Assalto (The Real McCoy, 1993), e esteve brilhante em Priscilla, a Rainha do Deserto (The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert, 1994).


Terence Stamp em Priscilla, a Rainha do Deserto

Ele também atuou em Terapia do Prazer (Bliss, 1997), O Estranho (The Limey, 1999), Os Picaretas (Bowfinger, 1999) e no blockbuster Star Wars, Episódio I: A Ameaça Fantasma (Star Wars: Episode I - The Phantom Menace, 1999).


Terence Stamp em Star Wars, Episódio I: A Ameaça Fantasma

Terence Stamp ainda pode ser visto no elenco dos filmes Planeta Vermelho (Red Planet, 2000), A Revelação (Revelation, 2001), A Filha do Chefe (My Boss'sDaughter, 2003), Mansão Mal-Assombrada (The Hauted Mansion, 2003), Elektra (Idem, 2005), Mentiras Secretas (Separate Lies, 2005), Dead Fish: Um Dia de Cão (Dead Fish, 2005), Setembro Negro (Stember Dawn, 2007), O Procurado (Wanted, 2008), Agente 86 (Get Smart, 2008), Sim Senhor (Yes Sir, 2008) e Operação Valquíria (Walkyrie, 2008).

E entre 2003 e 2011 dublou o personagem Jor-El na série Smallville (que foi interpretado pelo ator Julian Sands), além de dublar diversos personagens de vídeo games.


Terence Stamp em Sim Senhor

Com o diretor Tim Burton, trabalhou em Grandes Olhos (Big Eyes, 2014) e O Lar das Crianças Peculiares (Miss Peregrine's Home for Peculiar Children, 2016). Seus outros créditos incluem filmes como Canção Para Marion (Song For Marion, 2012), Roubar é Uma Arte (The Art of Steal, 2013), Crow, (2016), Colheita Amarga (Bitter Harvest, 2017), A Casa Torta (Crooked House, 2017), Mistério no Mediterrâneo (Murder Mystery, 2019) e Noite Passada no Soho (Last Night in Soho, 2019). Também atuou na série His Dark Materials: Fronteiras do Universo (His Dark Materials, 2019-2022).


Terence Stamp em Noite Passada no Soho

O irmão de Terence Stamp, Chris Stamp, foi um importante produtor musical, tendo produzido artistas como Jimmy Hendrix e a banda The Who.


Veja também: Vanessa Redgrave (Evolução do Tempo)



Leia também: O grande Alan Bates

Leia também: Por Onde Anda Richard Chamberlain

Leia também:  A breve e talentosa Sandy Dennis

Leia também:  Faye Dunaway completa 81 anos de idade

Leia também:  Os irmãos Jinx e Bob Falkenburg, ela atriz e ele o tenista que trouxe ao Brasil a primeira rede de fast food, o Bob's

Veja também: Tributo a Rita Moreno

Veja também: Mães Famosas do Cinema e TV

Veja Também: Os Artistas que Morreram em 2021

Veja também: Os Artistas que Morreram em 2022 - In Memoriam

Curta nossa página no Facebook

Se inscreva no nosso canal do Youtube

Siga também nosso Instagram

Postar um comentário

0 Comentários