Morreram os gêmeos Bogdanoff, vítimas da Covid-19. Eles haviam se recusado a tomarem a vacina





Os irmãos gêmeos Igor e Grinchka Bogdanoff morreram com 6 dias de diferença, aos 72 anos de idade. Eles estavam internados na França, devido a complicações da Covid-19 desde dezembro. Grinchka morreu no dia 28 de dezembro e Igor no dia 03. Eles haviam se recusados a tomarem a vacina, por acreditarem no fato de que a vida saudável que levavam os deixariam imunes.

Apesar da recusa, eles não se diziam contra a vacina, mas acreditavam que por não terem comorbidades, não necessitariam da mesma. A França vive um novo surto da epidemia, contando com milhares de novos casos.

Oriundos de uma família nobre, os gêmeos Bogdanoff ficaram famosos no final da década de 1970 quando começaram a apresentar o programa de TV Temps X, que ficou no ar até 1987. A bordos de uma nave espacial, os irmãos falavam de ciência e tecnologia de ponta da época, e ficaram muito populares em seu país.


Os Gêmeos Bogdanoff no Temps X


No auge da popularidade do programa, os irmãos apareceram no filme Chassé-Croisé (1981) e mais tarde ainda atuariam em L'Hôtel du Libre-Echange (2015) e em Noni- Le Fruit de L'Espoir (2020).

Igor namorou, e teve um filho com a atriz francesa Geneviève Grad, que atuou em O Palácio dos Anjos (1970), filme brasileiro dirigido pelo grande Walther Hugo Khouri.


Os gêmeos Bogdanoff em Noni- Le Fruit de L'Espoir 


Os irmãos tentaram também uma vida acadêmica, escrevendo diversas teses de doutoramento sobre física e matemática, mas foram duramente criticados pela comunidade científica, que os acusou de fraude. A partir da década de 1990, eles também eram alvos de muitos comentários devido as inúmeras intervenções estéticas que fizeram nos seus rostos.







0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil