Relembrando o breve e talentoso Massimo Troisi, de O Carteiro e o Poeta



Em 1994 o filme italiano O Carteiro e o Poeta (Il Postino, 1994) fez um grande sucesso. Um de seus protagonistas era Massimo Troisi (o carteiro), cujo nome foi projetado mundialmente, tendo inclusive recebido duas indicações ao Oscar.

Infelizmente, as nomeações foram póstumas, já que o ator faleceu 12 horas após gravar sua última cena no filme, aos 41 anos de idade.




O ator, diretor e poeta italiano Massimo Troisi nasceu em San Giorgio a Cremano (uma pequena cidade a 4 km de Nápoles), em 19 de fevereiro de 1953. Ele foi criado em uma numerosa família e por muitos anos viveu em uma casa onde viviam 16 pessoas.

Ao longo de sua carreira, sempre se orgulho de sua origem napolitana, e registrou os costumes e tradições da região em toda a sua obra. Troisi começou a sua carreira de ator em 1969, no Teatro Paroquial da Igreja di Sant'Anna, junto a alguns amigos de infância (entre eles Lello Arena, Nico Mucci e Valeria Pezza).





Em 1977, junto com Lello Arena e Enzo Decaro, o ator formou um trio cômico chamado La Smorfia, que pouco tempo conquistou a televisão, tornado-se muito famoso em toda Itália.



Massimo Troisi (sentado) no grupo La Smorfia


Troisi tornou-se um popular comediante do país, recebendo o apelido de "O Steve Martin Italiano". Ele estreou no cinema na comédia Ricomincio da Tre (1981), que ele também dirigiu.

Ao longo de sua breve carreira cinematográfica, ele dirigiria outros 6 filmes, inclusive tendo dirigido algumas cenas de O Carteiro e o Poeta.

Seu filme seguinte, também dirigido por ele, foi Morto Troisi, Viva Troisi (1982), e foi a primeira produção onde ele contracenou com o amigo Roberto Beningni, com quem ainda atuou em FF.SS. - Cioè: ...che mi hai portato a fare sopra a Posillipo se non mi vuoi più bene? (1983) e Só Nos Resta Chorar (Non ci resta che piangere, 1984), que foi dirigido pela dupla Troisi e Benigni.





Entre seus outros créditos cinematográficos estão Hotel Colonia (1987) e dois belos filmes de Ettore Scola, Splendor (1989) e A Viagem do Capitão Tornado (Il Viaggio di Capitan Fracassa, 1990).



Marcello Mastroianni e Massimo Troisi em Splendor


Mas sem dúvida foi O Carteiro e o Poeta (Il Postino, 1994) que projetou seu nome. Além de interpretar o carteiro Mario, que se torna amigo do poeta Pablo Neruda, e com ele aprende a escrever os sentimentos que sente pela bela Beatrice, Massimo Troisi era um dos roteiristas do filme, que era baseado no livro de Antonio Skármeta.

Troisi havia feito a primeira versão do roteiro em 1983. Tanto o livro, como a primeira versão do roteiro se passavam no Chile, enquanto Neruda vivia em Isla Negra. Mas na versão que foi filmada, o filme se passa na Itália, na década de 1950.



Massimo Troisi e Phillippe Noiret em O Carteiro e O Poeta


O filme foi indicado a 5 Oscars (Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado) e venceu na categoria Melhor Trilha Sonora Original. Massimo Troisi foi indicado ao prêmio de melhor ator e melhor roteirista, e também foi indicado na categoria melhor ator no Bafta.

O Carteiro e o Poeta recebeu diversos prêmios internacionais, inclusive venceu o Prêmio da Audiência de Melhor Filme na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 1995.





Mas o ator não chegou a ver os louros do projeto de sua vida. Ele faleceu apenas 12 horas depois do término das filmagens, vítima de um ataque cardíaco. Massimo Troisi morreu em 04 de junho 1994, aos 41 anos de idade.

O ator havia sido diagnosticado com uma anomalia cardíaca em 1972, e se submeteu a uma cirurgia no coração em 1976. Antes de iniciar as filmagens de O Carteiro e o Poeta, os médicos disseram que ele precisaria fazer uma nova cirurgia, mas ele recusou-se a operar, para não atrasar o começo das filmagens de sua obra prima, que marcou sua despedida melancólica e sensível das telas.

Massimo Troisi tinha medo de não resistir a cirurgia, e não conseguir filmar O Carteiro e o Poeta, que era o projeto dos sonhos de sua breve vida.






Em 2011, a Pixar se inspirou no ator para criar o personagem principal da animação La Luna.






0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil