Quem é Yuh-Jung Youn, a atriz que ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por Minari


Aos 73 anos de idade a sul coreana Yuh-Jung Youn fez história a se tornar a primeira atriz sul coreana a receber um Oscar (na categoria de melhor coadjuvante), pelo excelente trabalho em Minari - Em Busca da Felicidade (Minari, 2020), do diretor Lee Isaac Chung.



Foi Brad Pitt quem anunciou a vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, e Yuh-Jung Youn aproveitou para tietar o ator em seu discurso: "Senhor Pitt, finalmente... Prazer em conhecê-lo! Onde você estava enquanto filmávamos? É uma grande honra conhecê-lo".


Yuh-Jung Youn e Brad Pitt



Mas após "flertar" com o astro, Jung Youn não hesitou em corrigir a pronúncia de Pitt: "Como vocês sabem, eu sou da Coreia do Sul, e na verdade meu nome é Youn Yuh-jung e em grande parte da Europa as pessoas me chamam de ‘Yoh Yun’, alguns de ‘Yuh Yun’, mas esta noite vocês estão perdoados."

Depois, Youn seguiu contando que assistia ao Oscar na Coreia do Sul, "como se fosse um programa de TV normal", e que não acreditava que estava ali pessoalmente. "Eu estar aqui, eu não consigo acreditar. Ok, deixe eu me recuperar. Obrigado aos membros da Academia que votaram em mim e esse é o discurso que as pessoas normalmente fazem. Agradeço a maravilhosa família Minari".

A atriz ainda finalizou dizendo que não poderia ser chamada de a melhor atriz coadjuvante de 2021. "Veja, eu não acredito em competição. Como eu posso vencer a Glenn Close? Eu já assisti a tantas atuações dela. Todas as cinco indicadas são vencedoras, por diferentes filmes; nós interpretamos personagens diferentes. Então não podemos competir umas com as outras", apontou.



Yuh-Jung Youn, que também ganhou um Bafta pelo seu desempenho, nasceu na Coréia do Sul, em 19 de junho de 1947. Além de ser a primeira sul coreana a ganhar um Oscar, ela também se tornou a segunda atriz de origem asiática a ser premiada com um prêmio da Academia, 64 anos depois da atriz Miyoshi Umeki ter vencido (também como coadjuvante) por seu papel em Sayonara (Idem, 1957).

Leia mais sobre Miyoshi Umeki aqui.


Miyoshi Umeki e seu Oscar

Yuh-Jung Youn começou a atuar por acaso. Durante uma visita a uma emissora de televisão, na década de 1960, ela foi convidada para distribuir brindes em um programa infantil da emissora.

Em 1967 ela começou a atuar na série dramática Mister Gong.


A jovem Yuh-Jung Youn

Em 1971 ela estreou no cinema em Hwanyeo (1971), que fazia parte de uma trilogia cinematográfica do diretor Kim Ki-Young. Ela interpretava uma garota do interior que mudava-se para a cidade grande, onde virava uma concubina, deixando de ser uma jovem ingênua para ser uma "femme fatale".


Yuh-Jung Youn em Hwanyeo (conhecido no Ocidente como Woman of Fire) 

Por sua estreia no cinema, ela ganhou o Blue Dragon Award, um dos mais importantes prêmios cinematográficos da Coréia do Sul, e se tornou uma estrela, repetindo o papel de mulheres sedutoras e fatais em seus próximos trabalhos.

Ela estrelou Chungyo (1972) e Daejeong Dahan (1973).



Pouco tempo depois ela se casou com o ator Jo Young-Nam, que a obrigou a a deixar a profissão. Afinal, mulher casada não podia trabalhar. Eles se mudaram para os Estados Unidos, onde ela teve dois filhos.

Yuh-Jong Youn se divorciou em 1987, e voltou para a Coréia do Sul. Ele retomou a sua carreira de atriz, atuando em uma série de televisão, mas logo foi demitida. A emissora recebeu inúmeras cartas e telefonemas revoltados dos expectadores, que diziam que uma mulher divorciada não poderia aparecer na TV.


Yuh-Jong Youn  e Jo Young-Nam

Sem trabalho, Yuh-Jong Youn se viu obrigada a voltar a vida de dona de casa e criar os filhos. Ela conseguiu um novo papel apenas em 1995, quando apareceu no filme Cheonsayeo Aknyeoga Doila (1995).

Em 2002, quando seus filhos foram para a faculdade, ela resolveu correr atrás de sua carreira, e começou a aceitar qualquer papel que lhe oferecessem, mesmo que fosse uma ponta não creditada.

Foi somente em 2006 que ela recuperou a popularidade como atriz, quando fez parte do elenco da série juvenil Jin-jja Jin-jja Jong-a-hae.

No ano seguinte, ao completar 60 anos de idade, ela decidiu que só atuaria em papéis que lhe agradassem. Nesta época, a cultura coreana começava a ganhar grande visibilidade no Ocidente, graças a uma forte política estatal de patrocinar as artes. Graças a estes incentivos públicos, o mundo viu surgir o fenômeno do K-Pop e o filme Parasita (Gisaengchung, 2019), tornou-se o vencedor do Oscar de Melhor filme de 2020.




Esta nova safra do cinema sul coreano contou com Yuh-Jung Youn em filmes como A Empregada (Hanyo, 2010), que lhe deu outro Blue Dragon Award e foi indicado a Palma de Ouro em Cannes. Ela também atuou em A Visitante Francesa (Da-reun na-ra-e-seo, 2012), que também concorreu em Cannes dois anos depois.

Yuh-Jung Youn ainda atuou em Montanha da Liberdade (Ja-Yu-Eui eon-deok, 2014). Estes três filmes citados foram dirigidos por Sang-Soo Hong. Em 2015 ela fez seu primeiro papel de protagonista em anos, quando estrelou Saudações de Amor (Jang-su-hoe, 2015).


Yuh-Jung Youn  em Saudações de Amor


Ela também protagonizou Certo Agora, Errado Antes (Ji-geum-eun-mat-go-geu-ddae-neun-teul-li-da, 2015), e voltou a trabalhar com Sang-Soo Hong em A Dama de Baco (Jug-yeo-ju-neun Yeo-ja, 2016). Ela também esteve no elenco de Canola (Idem, 2016).

E embora estes filmes tenham sido exibidos no Brasil, o publico brasileiro talvez tenha conhecido o talento de Yuh-Jung Youn através da série Sense 8 (2015-2017), da Netflix. A atriz interpretava Min-Jung, a colega de cela de Sun Bak.


Yuh-Jung Youn  em Sense 8

Após mais de 50 anos de carreira, Yuh-Jung Youn foi consagrada internacionalmente com um Oscar por seu papel de Soonja, a avó desbocada (e que não cozinha) de Minari - Em Busca da Felicidade (Minari, 2020).


Yuh-Jung Youn em Minari - Em Busca da Felicidade


"Eu sofri com papéis pequenos e as pessoas me odiando. Em pensei em desistir ou voltar para os Estados Unidos. Mas estou viva e finalmente feliz em atuar." 

Yuh-Jung Youn (em entrevista ao NY Times)






Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil