Por Onde Anda? Robert Powell, de Jesus de Nazaré (1977)


O ator inglês Robert Powell ficou famoso ao interpretar Jesus Cristo na minissérie Jesus de Nazaré (Jesus of Nazareth, 1977), uma superprodução dirigida por Franco Zefirelli, o diretor de Romeu e Julieta (Romeo and Juliet, 1968).



Robert Powell nasceu em Salford, Lancashire, em 01 de junho de 1944. Antes de se tornar ator, ele estudou direito na Universidade, embora quando adolescente tenha feito alguns trabalhos em rádio teatro, na BBC.

Mas quando estava na faculdade, ele se interessou pela atuação, e ingressou no teatro e fez seu primeiro trabalho na televisão em 1964. Curiosamente, seu primeiro trabalho na TV foi em um especial sobre Jesus Cristo, L'Enfance du Christ (1964), onde Powell interpretava um centurião romano.

O primeiro papel de Robert Powell no cinema foi em Os 26 do Expresso Postal (Robbery, 1967), onde ele fez uma figuração não creditada. Também sem crédito, apareceu dançando em Longe Deste Insensato Mundo (Far From the Madding Crowd, 1967).

Em 1969 ele teve um papel um pouco melhor no sucesso Um Golpe à Italiana (The Italian Job, 1969), onde interpretou o capanga Yellow.


Robert Powell (ao centro), em Um Golpe à Italiana

No ano seguinte o ator teve sua grande chance, na televisão, quando interpretou o cientista Toby Wren na série de ficção científica da BBC Doomwatch (1970).


Robert Powell, de lenço no pescoço, em Doomwatch 

Mas Powell não gostou do papel, e pediu para sair, e assim seu personagem foi morto no final da primeira temporada. O ator então passou a fazer diversos trabalhos na TV, e também esteve nos filmes Segredos Íntimos (Secrets, 1971) e no terror O Asilo do Terror (Asylum, 1972).




Powell ainda fez outro filme de terror, The Asphyx (1972) e viveu o compositor Gustav Mahler em Mahler, Uma Paixão Violenta (Mahler, 1974), de Ken Russell.

Com Ken Russell também fez o clássico anti-bélico Tommy (Idem, 1975), onde interpretou o pai do personagem principal, vivido por Roger Daltrey. Powell tinha poucas falas no filme, falando apenas no começo da produção, depois seu personagem só é visto pela mente de Tommy.


Ann-Margret e Robert Powell em Tommy

Foi então que o ator foi escolhido para protagonizar a minissérie Jesus de Nazaré  (Jesus of Nazareth, 1977), de Franco Zefirelli. Quando ele foi anunciado para o papel, algumas pessoas reclamaram que o ator que interpretaria Jesus estava se divertindo em Paris, com a sua namorada, uma dançarina.

A crítica dizia que o ator que interpretaria Jesus não poderia ter uma vida desregrada e boêmia, e para encerrar o assunto Robert Powell se casou com a namorada Barbara Lord. A união ocorreu em agosto de 1975, e dura até os dias de hoje. O casal teve dois filhos juntos.


Barbara Lord e Robert Powell

Alto e muito magro, o ator não parecia a melhor opção para interpretar o personagem, mas a caracterização e a maquiagem que destacava seus olhos azuis impressionou a todos. Zefirelli combinou com o ator nunca piscar em cena, o que lhe atribuiu um tom surreal e sobrenatural.

Robert Powell impressionava tanto quando estava caracterizado, que todas pessoas se calavam nos set de filmagens quando ele passava usando o figurino de Jesus, em sinal de respeito.




Lançado no Brasil como filme, a produção na verdade era uma minissérie de quatro capítulos, e tinha um elenco de astros como Olivia Hussey, Laurence Olivier, Ernest Borgnine, Stacy Keach, Christopher Plummer, Michael York, Rod Steiger e James Mason.

Robert Powell recebeu uma indicação ao prêmio Bafta por seu desempenho.

Assista a série completa aqui (dublada)


O filme fez muito sucesso, e projetou o nome de Robert Powell para o mundo. Mas ele estava por demais ligado a imagem de Jesus. O ator então buscou papéis completamente diferentes, para demonstrar sua versatilidade.

Ele aceitou roteiros desafiadores, e atuou em filmes como Além do Bem e do Mal (Al di Lá dal bene e del male, 1977) e estrelou o remake de Os Trinta e Nove Degraus (The Thirty Nine Steps, 1978).



Em 1980 o ator estrelou o perturbador Arlequim (Harlequin, 1980), que lhe valeu o prêmio de Melhor Ator no Festiva de Cinema de Paris. E em 1982 ele ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cinema de Veneza, por Imperativ (1982).



Seus outros créditos incluem filmes como Aterrorizante Confronto Final (The Survivor, 1981), O Corcunda de Notre Dame (The Huchback of Notre Dame, 1982), O Xeque Mate (The Jigsaw Man, 1983) e Perigo na Montanha (What Waits Below, 1984), seu primeiro filme norte-americano.


Timotthy Bottoms e Robert Powell em Perigo na Montanha

Nos Estados Unidos ele ainda interpretou o Dr. Victor Frankenstein em Frankenstein (Idem, 1984), onde contracenou com Carrie Fisher. E na Itália viveu Gabrielle D'Annunzio no filme D'Annunzio (1987).



Entre 1988 e 1989 ele estrelou a série Hannay, que trazia de volta o personagem Richard Hannay, que ele havia interpretado 10 anos antes no filme  Os Trinta e Nove Degraus.

A partir da década de 1990 o ator fez mais trabalhos na televisão, e também trabalhou como locutor de diversas séries e documentários. Em 2005 retornou ao cinema em Totalmente Kubrick (Colour Me Kubrick: A True... ish Story, 2005).

E entre 2005 e 2011 esteve no elenco da série inglesa Holby City.


Robert Powell em Holby City

Até o momento, seu último trabalho foi como narrador da série The Bible (2013), mas  ele esteve em um documentário dedicado a produção de Jesus de Nazaré, feito em 2018. Também está no elenco de dois filmes que serão lançado em 2022.





Barbara Lord e Robert Powell atualmente


Veja também:  Tributo a Oliva Hussey, a eterna Julieta




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram

0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil