Cineasta francês Bertrand Tavernier morre aos 79 anos


O cineasta francês Bertrand Tavernier, faleceu nesta quinta-feira (25) aos 79 anos de idade. Sua morte foi divulgada pelo Instituto Lumière, que ele presidia. "Junto com sua esposa Sarah, seus filhos Nils e Tifanny e seus netos, o Instituto Lumière (...) comunica com tristeza e dor o falecimento hoje de Bertrand Tavernier".

Bertrand Tavernier dirigiu filmes de época e contemporâneos, com predileção por temas sociais. Era também um grande cinéfilo, dedicado à preservação e transmissão de filmes, movido tanto pelo desejo de defender o cinema independente francês como pela paixão pelo cinema americano do século XX.




Nascido em Lyon, em 24 de abril de 1941, Tavernier estreou na direção em 1964, quando foi um dos diretores de Os Beijos (Le Baisers, 1964). Ao longo de sua carreira, dirigiu 40 filmes, seu seu último trabalho de 2017.

O cineasta era mundialmente reconhecido, e recebeu diversos prêmios internacionais ao longo de sua carreira. O Relojoeiro (L'Horloger de Saint-Paul, 1974) ganhou o prêmio do Júri no Festival de Berlin, além de dar o prêmio de melhor diretor para Bertrand Tavernier. O filme A Lei de Quem Tem O Poder (Coup de Torchon, 1981), foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Ele também foi considerado o melhor diretor na entrega do Bafta de 1990, por A Vida e Nada Mais (La Vie et Rien d'Autre, 1989).

Seu filme A Isca (L'appât, 1995) ganhou o prêmio de Melhor Filme no Festival de Veneza. E Por Volta da Meia-Noite (1986) deu a Herbie Hancock o Oscar de Melhor Canção.  A Princesa de Montpensier (La Princesse de Montpensier, 2010), concorreu a Palma de Ouro em Cannes.

Tavernier foi casado com a roteirista Colo Tavernier (entre 1965 e 1980), com quem teve dois filhos, o ator e diretor Nils Tavernier e Tiffany Tavernier, que é roteirista e romancista.


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube
Siga também nosso Instagram


0 comentários:

Postar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil