Carlos Miranda, o eterno Vigilante Rodoviário


O ator Carlos Miranda ficou famoso ao eternizar o personagem Vigilante Rodoviário, na série de televisão produzida por Ary Fernandes entre 1962 e 1963, e que até hoje acumula uma legião de fãs saudosos do herói nacional.


Carlos Miranda nasceu no bairro da Móoca, em São Paulo, em em 29 de julho de 1933. De família pobre, queria ser jogador de futebol, e chegou a jogar pelos Caramuru FC da Pena e o Batatais da Vila Zelina, porém sem contrato financeiro.

Em 1950 começa a estudar no Teatro Popular do Sesi, e participa de peças como Minha Sogra é da Polícia, O Ídolo das Meninas e O Cortiço. Também passa pelo grupo de Teatro Popular de São Caetano, e fez parte da companhia de Henriette Morineau. No ano de 1953 ingressou na Transportes Maristela, uma empresa que prestava serviços para os estúdios cinematográficos da Maristela.

Lá conhece o diretor Alfredo Palácios, e lá começa a trabalhar como produtor do estúdio, em produções como Arara Vermelha (1957) e Casei-Me Com um Xavante (1957).

Carlos Miranda, produtor

Com pinta de galã, o faz tudo do estúdio faz pequenos papéis nos filmes O Contrabando (1956), Vou te Contá (1958) e ganha um papel um pouco maior em Na Garganta do Diabo (1960), de Walter Hugo Khouri.

Mas foi em 1961 que as coisas começariam a mudar na carreira do ator. Ary Fernandes começou a produzir a série O Vigilante Rodoviário, para ser exibida na TV Tupi. Centenas de candidatos tentaram o papel principal, que acabou ficando com Carlos Miranda, que passou a interpretar o vigilante Carlos.


A série teve 39 episódios, e fez um enorme sucesso, principalmente entre a criançada. Ela deu origem até a uma história em quadrinhos, e como foi gravada em película, não foi perdida com o tempo (apesar de alguns episódios terem sido perdidos), e foi reprisada em outras emissoras (Cultura, Excelsior, Globo), e posteriormente até lançada em DVD para os colecionadores.

Recentemente também foi exibida pelo canal a cabo Canal Brasil, e atualmente está no ar na TV Brasil, confira o horário na programação aqui.

O Vigilante Carlos e seu inseparável companheiro Lobo

Revistas em Quadrinhos do Vigilante Rodoviário

Para dar vida ao personagem, Carlos Miranda ficou seis meses como Policial Rodoviário sem nada ganhar, num laboratório para o personagem que defenderia. Dos meses passados em treinamento, o maior tempo consumido em treinos de luta e jiu-jitsu. Mas também aprendeu sobre leis rodoviárias, e todo o tramite dos vigilantes brasileiros.

O personagem também apareceu em quatro longas metragens estrelador por Carlos Miranda, O Vigilante Rodoviário (1962), O Vigilante e os Cinco Valentes (1964), O Vigilante Contra o Crime (1964) e O Vigilante em Missão Secreta (1967). 

Em 1978 seria produzido um novo filme do Vigilante Rodoviário, desta vez estrelado pelo ator Antônio Fonzar.


Antônio Fonzar como O Vigilante Rodoviário, em 1978

Em 1965 Carlos Miranda já estava tão envolvido com o Vigilante Rodoviário, que ingressou de verdade na Polícia Rodoviária, o que lhe rendeu a entrada no Guinnes Book em 1996, como o primeiro ator a se tornar na realidade o personagem que interpretou. Ele aposentou-se como tenente coronel da polícia também no ano de 1996.

No cinema, ainda atuou nos filmes Manaus, Glória de uma Época (Und der Amazonas Schweight, 1963), Boca de Ouro (1963), Marcado para o Perigo (1965); O Cangaceiro Sanguinário (1969), O Agente da Lei (1969), Marcado Pelo Perigo (1970), Até o Último Mercenário (1971), Independência ou Morte (1972), Pânico no Império do Crime (1973), Os Garotos Virgens de Ipanema (1973) e Alucinada Pelo Desejo (1979). Na televisão, só atuaria novamente em 1969, participando de um episódio da série Águias de Fogo, também produzida e dirigida por Ary Fernandes.



Carlos Miranda atualmente mora em Itanhaém, litoral de São Paulo, e constantemente participa de feiras e eventos, onde comparece devidamente fardado, acompanhado de seu velho Simca Chambord, fazendo a alegria de seus fãs.


Carlos Miranda e Vida Alves, na Pró-TV



Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil