Monah Delacy completa 91 anos


Muitos conhecem Monah Delacy como a "mãe da atriz Christiane Torloni", porém este é um título injusto para esta grande dama das artes brasileiras. Atriz, escritora e pintora, Monah é uma das grandes divas do nosso teatro, cinema e televisão.


Lacy Corrêa dos Santos Torloni nasceu em Belo Horizonte, em 22 de março de 1929. Criada em uma família conservadora, sem nenhum parentesco artístico, desde muito jovem já dizia que pretendia ser atriz.

No final do ano de 1946, por problemas financeiros, precisou deixar um tradicional colégio, já em São Paulo, e começou a trabalhar. Mas ao mesmo tempo frequentava os teatros e devora os livros da biblioteca Pública da cidade.

Monah Delacy começou a ter aulas de teatro, e foi aluna da primeira turma da Escola de Artes Dramáticas da USP, tendo como professores Cacilda Becker, Décio de Almeida Prado, Ruggero Jaccobi, Adolfo Celi e Vera Janacopoulos, entre outros.

Em 1948 começou a fazer rádio-teatro, e ajudada por Alfredo Mesquita, estreou nos palcos no mesmo ano. Aos poucos, conquisto seu lugar no teatro. Seus primeiros trabalhos na televisão ocorreriam em 1952, atuando no Grande Teatro Tupi. Na emissora, também atuou no infantil Teatrinho Trol, programa onde ela também escreveu diversos roteiros.

Monah Delacy e Fernanda Montenegro no Grande Teatro Tupi

Monah Delacy no Teatrinho Trol

Em 1954 ela se casou com o ator e diretor Geraldo Matheus Torloni, e em 1957 deu à luz a sua filha Christiane Torloni. O casal também teve o menino Márcio, que não seguiu a carreira artística.

Casamento de Monah Delacy 

Monah Delacy e os filhos, em 1963

Em 1958 ingressou no elenco da companhia de Adolfo Celi, Tônia Carrero e Paulo Autran, estreando na cia com a peça Calúnia.

Monah Delacy e Paulo Autran

No cinema, estreou no filme Esse Rio Que Eu Amo (1960), de Carlos Hugo Christensen. Ainda atuou em Bonitinha Mas Ordinária (1963), Crônica da Cidade Amada (1964), A Um Pulo da Morte (1969), Obsessão (1973), Quatro Contra O Mundo (1974), Pureza Proibida (1974), Tem Folga na Direção (1976), Perdoa-Me Por Me Traíres (1980) e Bonitinha mas Ordinária (1981).

Monah Delacy em Bonitinha Mas Ordinária (1963)

Monah Delacy (ao centro) em Perdoa-Me Por Me Traíres

Com uma vasta carreira nos palcos, a atriz estreou nas novelas em Acorrentados (1969), na TV Rio. No ano seguinte, já na Globo, participou do sucesso Irmãos Coragem (1970). Ao longo dos anos, participou de diversas novelas, entre elas Uma Rosa Com Amor (1972), O semideus (1973), Gabriela (1975), Locomotivas (1977), O Pulo do Gato (1978), Pai Herói (1979), A Gata Comeu (1985), Dona Beija (1986), Olho Por Olho (1988), O Amor Está no Ar (1996), e Dance, Dance, Dance (2007), sua última novela. Também atuou na minissérie O Quinto dos Infernos (2002), entre outros trabalhos.

Beatriz Segal e Monah Delacy em Pai Herói

Monah Delacy em A Gata Comeu 

Monah Delacy em Dona Beija (TV Manchete)

Monah Delacy e Nair Belo nos intervalos de O Quinto dos Infernos

Roteirista, dramaturga e artista plástica, desde a década de 60 ela também dedica-se a pintura, já tendo exposto suas obras diversas verses. Atualmente, Monah Delacy ainda é professora de teatro.


Monah Delacy, pintora

Monah Delacy e Christiane Torloni

Monah Delacy e Ruth de Souza


Monah Delacy, atualmente


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

2 comentários:

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil