Hilary Farr, a atriz que virou designer de interiores


Os programas de decoração e reforma fazem muito sucesso na TV a cabo brasileira. Um dos programas mais queridos pelos apreciadores do estilo é o Ame-a ou Deixei-a, apresentando por Hilary Farr e David Visentin.

Hilary e David, em Ame-a ou Deixe-a

Porém, poucos fãs do programa conhecem a carreira de Hilary como atriz, antes de se tornar uma bem sucedida designer de interiores. Hilary Elizabeth Labow nasceu em Toronto, no Canadá, em 31 de agosto de 1951.

Mas embora nascida no Canadá, Hillary foi educada na Inglaterra. Em 1971 atuou na primeira montagem inglesa da polêmica Oh! Calcutá!, uma revista musical de vanguarda, que falava de sexo e rompia com paradigmas comportamentais.

Hilary Farr em Oh! Calcutá!

Usando seu nome de solteira, Hilary Labow, ela estreou no cinema no filme Layout for 5 Models (1972), um filme de baixo orçamento que se passava nos bastidores de uma revista erótica.


Em seguida atuou em Never Mind the Quality: Feel the Width (1973), uma comédia inglesa, produzida pela MGM. Em seguida atuou em Frustated Wives (1974) e no psicodélico Stardust (1974), que tinha no elenco Keith Moon, o baterista original dos Rolling Stones.

Hilary Farr em Frustated Wives

Hilary Farr em Never Mind the Quality: Feel the Width

Ao lado de Peter Cushing, atuou no filme de terror A Lenda do Lobisomen (Legend of the Werewolf, 1975), ainda na Inglaterra. Nos palcos Londrinos, ainda atuou na montagem de Grease.

Hilary Farr (a esquerda) em A Lenda do Lobisomem

Hilary Farr, sentada, em Grease

Em 1975 ela fez seu filme mais importante, o clássico undeground Rocky Horror Picture Show (1975), onde interpretou a personagem Betty Monroe.

Hilary Farr em Rocky Horror Picture Show (1975)

Sua primeira produção norte-americana foi o filme catástrofe Cidade em Chamas (City on Fire, 1979), fazendo um pequeno papel em meio a astros como Shelley Winters, Henry Fonda, Ava Gardner e Leslie Nielsen. O filme foi rodado no Canadá, por questões orçamentárias.

Depois, atuou com Jan-Michael Vincent e Cybill Sheperd em O Retorno (The Return, 1980). Após fazer uma participação na série Super-Herói Americano (The Greatest American Hero) ela se casou, em 1982, com o roteirista Gordon Farr, que escrevia a série We Got It Made, na qual ela fez seu último trabalho como atriz.

Casada, Hilary deixou de atuar. Ela teve um filho com Gordon, e passou a comprar e renovar casas para vendas. Ela já havia feito o cenário para peças e filmes de baixo orçamento nas quais trabalhou, e acabou fazendo disto uma bem sucedida profissão, usando o nome de casada, Hilary Farr.

Entre as celebridades das quais ela projetou a casa estão as atrizes Jenna Elfman e Jennifer Hudson. Em 2008 ela se divorciou e mudou-se para Toronto, onde criou a Hilary Farr's Designs. Foi também em 2008 que ela começou a trabalhar no programa Ame-a ou Deixe-a (Love It or List), que ainda é produzido.


Em 2016 ela voltou a atuar, fazendo a Bruxa Má na montagem teatral de A Bela Adormecida, em Toronto.

Hilary Farr em A Bela Adormecida (2016)

Leia também:  Marlo Thomas, Que Garota!

Curta nossa página no Facebook 
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil