Jay Sebring, o cabeleireiro das estrelas, morto no assassinato de Sharon Tate

Jay Sebring cortando o cabelo de Paul Newman

Jay Sebring era um cabeleireiro famoso em Hollywood, responsável pelos cortes de cabelos de astros como Frank Sinatra, Paul Newman e Steve McQueen. Também ator, ele infelizmente entrou para a história do cinema como uma das vítimas mortas na casa da atriz Sharon Tate, em agosto de 1969.

 Jay Sebring e Julie Newmar em Batman


Thomas John Kummer nasceu em 10 de outubro de 1933, em Birmingham, Alabama. Na adolescência ele alistou-se na Marinha, e acabou servindo por quatro anos na Guerra da Coreia. Durante sua estada na Marinha, Sebring tornou-se cabeleireiro dos soldados na Guerra, descobrindo uma profissão que o faria famoso.

De volta aos Estados Unidos, adotou o nome artístico de Jay Sebring (Sebring era um carro de corrida famoso na época), e montou seu salão para cortes masculinos em Los Angeles. O ator Kirk Douglas era seu cliente, e exigiu que ele fosse responsável pelo seu cabelo durante as filmagens de Spartacus (Idem, 1960), trabalho que lhe abriu as portas em Hollywood.

Logo ele se tornaria o cabeleiro favorito de astros como Marlon Brando, Frank Sinatra, Robert Vaughn, Henry Fonda, George Peppard, Paul Newman e Steve McQueen. Sebring trabalhou em diversos filmes, como cabeleireiro.

Ele também foi o responsável pelo penteado rebelde do cantor Jim Morrison, líder da banda The Doors.

 Eddie Albert cortando o cabelo com Jay Sebring

O diretor Richard Quine então o convidou para atuar no filme Os Ressuscitados (Syananon, 1965), estrelado por Stella Stevens e Chuck Connors, um de seus clientes. No filme, ele interpretava um barbeiro.


Jay Sebring e Alex Cord no filme Os Ressuscitados

Gozando de imensa popularidade nos estúdios, Sebring levava uma vida de playboy. Ele andava com estrelas de cinema, participava de corridas de carros e fazia aulas de artes marciais com Bruce Lee. Foi Sebring quem apresentou o lutador para o produtor William Dozier, que o convidou para viver Kato na série O Besouro Verde (The Green Hornet, 1966-1967).

Dozier, que também produzia a série Batman (1966-1968), ficou tão satisfeito com a sugestão do amigo, que o chamou para viver o vilão Mr. Oceanbrin, em um episódio de Batman, estrelado por Adam West e Burt Ward. Na série, Sebring vivia um famoso cabeleireiro do mal que trabalhava para a Mulher Gato de Julie Newmar.

 Jay Sebring em Batman

Sebring ainda atuaria em um episódio da série The Virginian, em 1967.

Em 1960 ele havia se casado com a modelo Cami, que passou a usar o nome de Cami Sebring. Ela apareceu como atriz  no filme O Feiticeiro da Floresta Encantada (The Gnome-Mobile, 1967), uma produção dos estúdios Disney. O filme era estrelado por Matthew Garber e Karen Dotrice, os astros mirins de Mary Poppins (Idem, 1964). 

Sebring e Cami se separaram oficialmente em 1965.
Cami Sebring e Tom Lowell em O Feiticeiro da Floresta Encantada

Em 1964 Jay Sebring conheceu a atriz Sharon Tate, e se apaixonou por ela. Ele largou a esposa e ele e Tate começaram a namorar. Ficaram noivos e Sebring a pediu em casamento, mas ela disse que não aceitaria se casar até se estabelecer na carreira de atriz, ainda no começo.

Sharon também alegou que não se casaria com ele por achar a casa em que ele morava muito mórbida. Jay Sebring havia comprado uma mansão em Easton Drive, localizada em Benedict Canyon,a mesma que pertencerá a antiga estrela Jean Harlow, e onde seu marido, o produtor Paul Bern, havia se suicidado em 1932.

Sharon Tate e Jay Sebring

Sharon Tate então viajou para a Inglaterra, para filmar A Dança dos Vampiros (Dance of The Vampires, 1967), onde conheceu o diretor Roman Polanski, com quem se casou. Sharon ligou para Sebring, para informar que havia se casado, e o cabeleireiro disse que queria conhece-lo, para ver se ele estava a altura da atriz.

Porém, Sebring já conhecia Polanski, eles haviam sidos alunos de artes marciais de Bruce Lee. Ele aprovou o marido de sua antiga paixão, e tornou-se um grande amigo do casal. Mais tarde, Polanski disse em sua autobiografia que Jay, apesar de ser muito bem relacionado com todos, era um homem um tanto solitário e que este considerava ele e Sharon como sua segunda família.

Em 1969 a socialite Abigail Folger abriu para Sebring o salão Sebring International, que também passou a vender produtos para cabelo masculino internacionalmente.  

Abigail, herdeira de produtores de café, morava em uma mansão em Hollywood, que havia pertencido a Mama Cass Elliot, do gurpo The Mamas & The Papas.

Em 09 de agosto de 1969 Sebring levou Sharon Tate, Abigail e seu namorado Wojciech Frykowski para jantarem. Depois, eles foram para a casa da atriz, que estava grávida de oito meses. Nesta fatídica noite, Charles Mason e seu bando invadiram a casa.

Sebring foi o primeiro a morrer. Segundo o testemunho dos assassinos, ao perceber a invasão, ele teria dito para Mason roubar o que quisesse, mas que tivesse cuidado com Tate, em estado avançado de gravidez. Mason se irritou e baleou o cabeleireiro na barriga. Ao cair no chão, ele foi chutado pelos membros do bando, e esfaqueado diversas vezes. Em choque, Sharon foi assassinada em seguida. 

O bando então matou Wojciech Frykowski, e atacou Abigail, que mesmo esfaqueada correu para o quintal. Os gritos dela acordaram o caseiro da mansão, que estava hospedando um amigo. Eles foram assassinados em seguida, enquanto Abigail, ainda viva, suplicava para não morrer. Ela foi a última pessoa assassinada pelo bando. 

Dias depois eles atacaram uma casa vizinha, matando mais duas pessoas. Mason não havia entrado na casa para roubar, mas para se vingar de Terry Melcher, um produtor musical que havia se recusado lançar Charles Mason como cantor.  Melcher, que era o dono da casa, e filho de Doris Day, havia morado na residência até poucos meses antes do assassinato.

Charles Mason morreu na cadeia em 2017.

Em 1975, o cabeleireiro bon vivant interpretado por Warren Beatty no filme Shampoo (Idem, 1975), foi inspirado em Jay Sebring. 

Warren Beatty e Carry Fischer em Shampoo

Sebring foi vivido pelo ator Patrick Fabian, no filme Helter Skelter (2004). Em 2013 o ator James Franco anunciou que iria dirigir e estrelar Beatiful People, sobre a vida do famoso cabeleireiro, mas o projeto não teve contínuidade.

O diretor Quentin Tarantino prepara no momento o filme Once Upon a Time in Hollywood, sobre o assassinato de Sharon Tate, que será lançado em 2019. O ator Emile Hirsch (de Na Natureza Selvagem, 2007) interpretara Sebring.

Tarantino também participa do filme Sebring (2018), um documentário dirigido por Anthony diMaria, sobrinho de Jay Sebring. 

Anthony diMaria e Quentin Tarantino nas filmagens de Sebring

Sua companhia, Sebring International, é mantida até hoje por seus amigos próximos.




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil