Morreu a dançarina e coreógrafa Miriam Nelson, aos 99 anos


Morreu no dia 12 de agosto a atriz, dançarina e coreógrafa Miriam Nelson, aos 99 anos de idade. Miriam foi casada com o ator e dançarino Gene Nelson, que foi partner habitual de Doris Day.




Miriam Franklin nasceu em 21 de setembro de 1919, em Chicago Illinois. Miriam estreou na Broadway em 1938. Em 1941 ela casou-se com o ator Gene Nelson, que conheceu nos palcos.

Gene estreou no cinema em Dúvidas de Um Coração (Second Fiddle 1939), um musical estrelado pela patinadora Sonja Heine, que ainda tinha no elenco o trio vocal infantil The Brian Sisters.

Em 1943 ele deu uma pausa na carreira, quando alistou-se no exército para lutar na Segunda Guerra Mundial. Foi nesta época que Miriam estreou no cinema, como dançarina no filme O Cara Dura (Let's Fac It, 1943), uma comédia estrelada por Betty Hutton e Bob Hope.

Miriam assinou contrato com a Paramount, mas ficou relegada a pequenos papéis e participações no coro em filmes como A Mulher que Não Sabia Amar (Lady in the Dark, 1944), estrelado por Ginger Rogers.

Miriam apareceu ainda em Regresso Retumbante (When Johnny Comes Marching Home, 1942), Modelos (Cover Girl, 1944), e Herói de Mentira (Hail the Conquering Hero, 1944), Pacto de Sangue (Double Indemnty, 1944) e Carnaval de Estrelas (Duffy's Tavern, 1945), este último era considerado pela atriz seu melhor papel.

Miriam Nelson e Johnny Coy dançando
em Regresso Retumbante

Miriam então assinou contrato com a Warner Brothers, onde passou a trabalhar também como coreógrafa. Seu primeiro trabalho no estúdio foi em Fantasia Mexicana (Masquerade in Mexico, 1945), onde também atuou.

Entre seus trabalhos como coreógrafa estão os filmes No, No, Nanette (Tea for Two, 1950), estrelado por Doris Day e com Gene Nelson no elenco. Com Doris e Nelson, também coreografou Rouxinol da Broadway (Lullaby of Broadway, 1951).

Doris Day, Mirian Nelson e Rock Hudson

Também foi responsável pelos números de dança de filmes como Férias de Amor (Picnic, 1956), Rabo de Foguete (Visit to a Small Planet, 1960), Matt Helm Contra o Mundo do Crime (Murderer's Row, 1969), Bob, Carol, Ted e Alice (Bob & Carol & Ted & Alice, 1969), Flor de Cacto (Cactus Flower, 1969) e Assassinato em Hollywood (Sunset, 1988). Seu último trabalho como coreógrafa foi em Out of the Cold (1999).

A única vez que contracenou com Gene Nelson no cinema foi em Vocação Proibida (The Daughter of Rosie O'Grady, 1950).

Miriam se separou de Gene Nelson em 1956. Ela nunca deixou de atuar em frente as câmeras, mas nunca teve grandes chances como atriz. Ela fez inúmeras participações em séries de televisão, mas fez poucos filmes. 

Em Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961), fez uma participação como uma das convidadas da festa promovida por Audrey Hepburn. Ela é a senhora de vestido dourado, que conversa com um homem usando um tapa-olho.

Miram Nelson em Bonequinha de Luxo

Como atriz, seu último trabalho foi no filme As Duas Vidas de Carol Letner (The Two Lives of Carol Letner, 1981). Em 1992 ela retornou aos palcos, a convite de sua amiga Marge Champion.

Em 2009 ela lançou sua biografia intitulada My Life Dancing with the Stars ("Minha vida dançando com as estrelas"), escrita por Rusty Frank. Miriam faleceu enquanto dormia em 12 de agosto de 2018, e foi Frank quem divulgou sua morte através de suas redes sociais.

Frank escreveu "Miriam sonhava em ser Eleanor Powell. Ela nunca chegou a ser Eleanor Powell, mas foi a grande Miriam Nelson."


Miriam Nelson recentemente


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil