Relembrando Dewey Martin, de Terra dos Faraós


Dewey Martin, ficou famoso ao atuar em clássicos como Terra dos Faraós (Land of the Pharaohs, 1955) e O Mais Longo dos Dias (The Longest Day, 1962). Ele também foi casado com a cantora Peggy Lee.



Nascido em 08 de dezembro de 1923, em Katemcy, Texas. Martin ingressou na Marinha dos Estados Unidos em 1940, e foi piloto durante a Segunda Guerra Mundial. Seu avião foi abatido em uma batalha e ele foi mantido prisioneiro do exército japonês até a rendição do Japão em 1945.

Em 1946 ele começou a fazer teatro, e estreou no cinema como extra no filme O Crime Não Compensa (Knock on Any Door, 1949), do diretor Nicholas Ray. 

Seu primeiro papel de destaque em um grande estúdio foi no filme O Monstro do Ártico (The Thing from Another World, 1951). Ainda fez papéis importantes em Paixão de Beduíno (Flame of Araby, 1951) antes de ser escalado para co-estrelar O Rio da Aventura (The Big Sky, 1952), ao lado de Kirk Douglas. O filme foi dirigido por Howard Hawks, que apostou na sua carreira de ator.

Com Kirk Douglas em O Rio da Aventura

Interpretou um lutador de boxe que disputava o amor de Shelley Winters em Amigo e Algoz (Tennesse Champ, 1954), na MGM. No estúdio ainda atuou em filmes como Prisioneiro de Guerra (Prisioner of War, 1954) e Esquadrão Heróico (Men of the Fighting Lady, 1954).

Com Earl Holliman e Keenan Wynn em Amigo e Algoz

Em 1955 voltou a trabalhar com Hawks no papel principal de Terra dos Faraós (Land of the Pharaohs, 1955), filme feito para promover a beleza da novata Joan Collins.

Com James Robertson Justice em Terra dos Faraós

Ele interpretou o irmão mais novo de Humphrey Bogart em Horas de Desespero (The Desperate Hours, 1955). Mas apesar de todo o investimento dos estúdios e promoções publicitárias, sua carreira em Hollywood parecia não deslanchar. Em 1955 ele fez sua estréia na televisão, veículo onde ele trabalharia com frequência.

Ele ainda faria mais alguns papéis no cinema. Fez uma participação especial como ele mesmo em Viva Las Vegas (Meet Me in Las Vegas, 1956) e foi coadjuvante de William Holden e Deborah Kerr em O Fruto do Pecado (The Proud and Profane, 1956). Com Dean Martin estrelou a comédia Dez Mil Alcovas (Ten Thousand Bedrooms, 1957), o primeiro trabalho de Martin após romper a dupla com Jerry Lewis. O filme foi um grande fracasso.

Dean Martin, Anna Maria Alberghetti, Eva Bartok e Dewey Martin em Dez Mil Alcovas

Em 1956 ele casou-se com a cantora e atriz Peggy Lee, com quem ficou casado até 1959. No final da década de 50 passou a trabalhar mais na televisão, após os papéis no cinema diminuírem. Atuou em séries como Climax!, Laramie e Além da Imaginação (Twillight Zone). Em 1960 foi escalado pelos estúdios Disney para interpretar Daniel Boone na série Abertura Disneylândia (Walt Disney Presents), o personagem porém ficaria famoso posteriormente em uma série estrelada pelo ator Fess Parker.

Com Peggy Lee

Ele retornou ao cinema em O Mais Longo dos Dias (The Longest Day, 1962), embora só tenha aparecido em duas cenas do filme. Voltou a trabalhar para Disney no western em Na Trilha dos Apaches (Savage Sam, 1963).

Com Brian Keith em Na Trilha dos Apaches

Sem muitos convites nos EUA, foi atuar nas Filipinas, onde estrelou um filme chamado Flight to Fury (1964), ao lado do novato Jack Nicholson e do filipino Joseph Estrada, que se tornaria presidente do país em 1998. Curiosamente, Estrada era conhecido como "o Ronald Reagan filipino" nos tempos de ator (Reagan, como é sabido, tornou-se presidente dos Estados Unidos). Dewey Martin faria mais um trabalho no país, Cordilheira (Cordillera, 1964), co-protagonizado por Estrada.


De volta à América, ainda atuou em muitos seriados de televisão. Seu último filme foi Seven Alone (1974). Após atuar em um episódio de Os Novos Centuriões (Police Story), em 1978, abandonou a carreira de ator e afastou-se da vida pública.

Dewey Martin faleceu em 09 de abril, mas sua morte não foi noticiada pela mídia, tornando-se conhecida apenas em 22 de agosto de 2018.

Com Linda Marsh em Havaí 5-0 (Hawaii Five-0), em 1970


Leia também: O galã Bradford Dillman

Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil