Gloria Stuart e a consagração tardia com Titanic


Em 1998 Gloria Stuart tornou-se a pessoa mais idosa a ser indicada a um Oscar. Ela tinha 87 anos, e quase 70 anos de carreira. As novas gerações lembram dela como Rose, já idosa, na super produção Titanic (Idem, 1997), o filme que consagrou a sua carreira no cinema, inciada em 1932.

A jovem Gloria Stuart

Gloria Frances Stuart nasceu em Santa Mônica, em 04 de julho de 1910. Ela começou a atuar ainda escola, e acabou estudando teatro na universidade. Ela estreou como atriz no teatro amador, mas logo começou a despontar nos palcos.

Em 1932 agentes de dois estúdios diferentes a viram atuando, e lhe ofereceram um contrato para ingressar no cinema. Na briga entre a Paramount e a Universal, este último acabou fazendo a oferta mais vantajosa.

Ela estrearia no cinema naquele mesmo ano, atuando na comédia Forasteiros de Hollywood (The Cohens and Kellys in Hollywood, 1932). Ela faria ainda outros cinco filmes naquele ano, e ainda em 1932, foi eleita uma das WAMPAS Baby Stars, que era um concurso promovido pela Acadêmia de Artes e Ciências Cinematográficas (a mesma que outorga o Oscar), que elegia as estrelas mais promissoras daquele ano. Ente suas colegas do pleito de 1932 estavam também Mary Carlisle e Ginger Rogers.

As WAMPAS Bay Star de 1932: Da esquerda pra direita (em pé) Toshia Mori, Boots Mallory, Ruth Hall, Gloria Stuart, Patricia Ellis, Ginger Rogers, Lillian Bond, Evalyn Knapp, Marian Shockley. Sentadas, da esquerda pra direita: Dorothy Wilson, Mary Carlilse, Lona Andre, Eleanor Holm e Dorothy Layton. June Clyde, outra das escolhidas daquele ano, não está na foto.


Em 1932 ela estrelou o filme de terror A Casa Sinistra (The Old Dakr House, 1932), dirigido por James Whale. Ela se tornaria uma das atrizes favoritas de Whale, que a convidou para estrelar também O Beijo Diante do Espelho (The Kiss Before the Mirror, 1933) e o clássico O Homem Invisível (The Invisible Man, 1933), um de seus trabalhos no cinema mais famosos nas telas.

Claude Rains e Gloria Stuart em O Homem Invisível

Mas insatisfeita com os papéis oferecidos pela Universal, ela foi para a Fox, onde atuou em mais de quarenta filmes. Mas também não foi muito bem aproveitada. Normalmente ela era escolhida para romances açucarados, de baixo orçamento. Em um destes filmes, O Homem Que Ficou Para Semente (It's Great to Be Alive, 1933), ela fez par romântico com o galã brasileiro Raul Roulien, que brilhava em Hollywood neste período.

Gloria Stuart, Raul Roulien e Joan Marsh em O Homem Que Ficou Para Semente

Por insistência de Darryl F. Zannuck, aceitou trabalhar em Pobre Menina Rica (Poor Little Rich Girl, 1936), estrelado por Shirley Temple. O filme fez um enorme sucesso, e Stuart voltou a contracenar com Temple em Sonho de Moça (Rebecca of Sunnybrook, 1938).

Shirley Temple e Gloria Stuart

Mas a atriz estava cada vez insatisfeita com os rumos de sua carreira. Ela havia se divorciado de seu primeiro marido em 1934, por este não aceitar muito bem a sua carreira. Além disto, Gloria Stuart foi uma das fundadoras do Screen Acts Gild (SAG), o sindicato dos atores, o que a deixou mal vista em Hollywood. Também foi membro da liga Hollywood anti-nazista.

Atuando cada vez menos, ela abandonou Hollywood em 1946. Ela então montou uma loja de decoração, onde vendia peças criadas por ela mesmo, e também passou a dedicar-se a pintura, expondo seus quadros inclusive na Europa.

Quadro de Gloria Stuart

Mas em 1975 ela decidiu que era hora de voltar. Seu retorno se deu no telefilme The Legend of Lizzie Borden (1975), estrelado por Elizabeth Montgomery, a antiga Samantha de A Feiticeira (The Bewitched). Sem muita repercussão, fez outros filmes feitos para a televisão, até regressar no cinema em Um Cara Muito Baratinado (My Favorite Year, 1982).

Peter O'Toole e Gloria Stuart em Um Cara Muito Baratinado

Ela continuou trabalhando, quase que exclusivamente para a televisão, até que o diretor James Cameron a convidou para viver a personagem Rose, a narradora do grande sucesso Titanic (Idem, 1997). Por seu trabalho, recebeu sua primeira (e única) indicação ao Oscar, na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante.

Gloria, então com 87 anos de idade, passou a ser a pessoa mais velha indicada ao prêmio (sendo superada anos mais tarde pelo ator Christopher Plummer).


Gloria Stuart não ganhou um Oscar, mas alcançou o estrelato que nunca havia encontrado. Ela chegou a participar de um video clip da banda Hanson, e recebeu muitos novos convites de trabalho.

Gloria Stuart reencontrando Shirley Temple, na festa do Oscar de 1998

O importante cineasta Win Wenders lhe ofereceu um papel em O Hotel de Um Milhão de Dólares (The Millions Dollar Hotel, 2000). E depois de fazer outros trabalhos como atriz, voltou a ser dirigida por Wenders em Medo e Obsessão (Land of Plenty, 2004), que acabou sendo seu último filme.

Gloria Stuart em Medo e Obsessão

Aos 96 anos, a atriz decidiu que era hora de parar.

Ela faleceria quatro anos depois, em 26 de setembro de 2010. Aos 100 anos de idade, Gloria Stuart perdeu a batalha contra um câncer de pulmão.





Curta nossa página no Facebook 
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil