Jerry Maren, um dos últimos integrantes do elenco de O Mágico de Oz



Jerry Maren ficou famoso como um dos Munchkins no clássico O Mágico de Oz (The Wizard of Oz, 1939), estrelado por Judy Garland. Ele foi um dos milhares de anões contratados para fazer figuração no filme, e ganhou o papel de um dos integrantes de dão as boas vindas a Dorothy (Judy Garland) quando ela chega a Terra de Oz.

Maren, ao centro, fazendo teste para O Mágico de Oz


Jerry Maren, ao centro, um dos integrantes do Lollipop Guild

Nascido Gerald Maenghi, em 24 de janeiro de 1920, ele media 1,30 de altura. Na década de 30, atores de baixa estatura faziam sucesso nos palcos dos teatros de variedades. Era a época da Grande Drepressão, e como ele não conseguia emprego, investiu em aulas de canto e dança, almejando trabalhar nos palcos como ator. Em 1938 ele montou um grupo com outros anões e partiram de ônibus para à Califórnia, buscando papéis no cinema.

Ele estrou no cinema em um filme de baixo orçamento, chamado The Terror of Tiny Town (1938). O filme mostrava uma quadrilha de foras da lei, todos anões, aterrorizando o velho oeste. No elenco, Billy Curtis, outro ator de baixa estatura, com quem ele trabalharia em O Mágico de Oz. No mesmo ano atuou em Tiny Troubles (1938), um curta da série Os Batutinhas (Our Gang), produzido por Hal Roach.



The Terror of Tiny Town 

Maren, vestido de bebê, lutando com Gordon Lee em Os Batutinhas


No ano seguinte foi um dos milhares de anões contratados pela MGM para atuar em O Mágico de Oz (1939), ganhando um papel de relativo destaque. Ele também fez inúmeras cenas que precisavam de muitas pessoas como figuração.

Os Munchkins, ganhavam apenas 50 dólares por semana por seu trabalho, enquanto Totó, o cão de Dorothy, ganhava 125 dólares.

Ele continuou atuando. Em seguida apareceu em Os Irmãos Marx no Circo (At the Circus, 1939). Marten teve uma longa carreira, atuando em 70 filmes, sempre em papéis de pouco destaque e muitas vezes usando fantasias.

Em Os Irmãos Marx no Circo

Em O Preço Duma Traição (Little Cigars, 1973), ele voltou a trabalhar com o amigo Billy Curtis, no filme, eles faziam parte de uma quadrilha de anões assaltantes de bancos. Com Curtis também fundou a Little People Of America, um grupo de apoio, sem fins lucrativos, para pessoas com nanismo e suas famílias.

Maren, Billy Curtis e Felix Silla em O Preço Duma Traição

Jerry Maren foi um dos homens toupeiras em Superman e os Homens-Toupeira (Superman and the Mole-Men, 1951), o primeiro filme do personagem Superman, e um dos macacos em  O Planeta dos Macacos (Planetet of the Apes, 1968). Apareceu também em filmes como Carnaval de Estrelas (Duffy’s Tavern, 1945), Sansão e Dalila (samson and Delilah, 1949), Alô, Dolly! (Hello, Dolly!, 1969), Tron – Uma Odisséia Eletrônica (TRON, 1982) e A Casa do Espanto (House, 1985). Seu último trabalho no cinema foi em Dahmer vc. Gacy (2010). Também foi dublê de muitos atores mirins durante décadas.

 Superman e os Homens-Toupeira

Maren com um dos macacos em O Planeta dos Macacos

Na televisão, teve um papel fixo na série Lidsville (1971), estrelada por Butch Patrick, o Eddie Monstro da série Os Monstros (The Munsters, 1964-1966). Nela, aparecia fantasiado do personagem Rah-Rah.


Butch Patrick, Billie Hayes e Maren em Lindsville

Também fez inúmeras participações em séries de TV como A Família Buscapé (The Beverly Hillbillies), A Feiticieira (Bewitched), Agente 86 (Get Smart), e Seinfeld (Idem). Na TV também encarnou o personagem Buster Brown em diversos comerciais, e foi o primeiro ator a se vestir de Prefeito McChesse nos comerciais do MacDonalds.


Jerry Maren, de chapéu vermelho, em A Feiticeira

Jerry Maren como Buster Brown

Em 2013 ele ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Los Angeles. Nos últimos dois anos de sua vida, o ator viveu numa clínica para idosos, sofrendo de demência. Em 24 de janeiro de 2018 ele postou sua última mensagem no Instagram, uma homenagem a sua esposa Elizabeth Barrington, que faleceu em 2011.




Jerry Marren faleceu em 03 de junho de 2018, aos 98 anos de idade. Com a morte de Dorothy Barret em março deste ano, aos 101 anos de idade, restaram vivos do elenco de O Mágico de Oz o ator Ambrose Schindler (com 101 anos), que foi o dublê do Homem de Lata e a cantora e atriz Caren Marsh Doll, a dublê de Judy Garland, que está com 98 anos de idade.

Vivem ainda Piscilla Montgomery, Joan Kensmore, Ardith Dondaville, Valerie Lee e Betty Ann Bruno, os últimos Munchinkins originais. Mas nenhum deles sofria de nanismo, na verdade, eram crianças contratadas para engrossar a figuração, sendo que Priscilla Montgomery, a mais velha deles, tinha 11 anos na época.

Leia também: Por onde anda Butch Patrick, O Eddie Monstro?

Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil