Morre a atriz e dubladora Julie Bennett, mais uma vítima do Coronavirus


A atriz norte-americana Julie Bennett morreu no dia 31 de março, devido a complicações do Coronavirus (Covid-19). Bennett tinha 88 anos de idade. A atriz estava internada em uma unidade de terapia intensiva, e sua morte foi divulgada por seu agente, Mark Scroogs.


Nascida em Nova York, em 24 de janeiro de 1932, ela estreou na televisão em 1950. No cinema, seu primeiro filme foi Trágica Fatalidade (Illegal, 1955). A atriz apareceu pouco em frente as telas, mas tornou-se uma famosa dubladora nos Estados Unidos.

Na dublagem, entre seus trabalhos de destaque estão a voz de Lois Lane na aminação do Superman, e principalmente por emprestar sua voz para ursinha Cindy nos desenhos de Zé Colméia, personagem que ela começou a dublar em 1961.


Julie Bennett trabalhou com dublagem até 2000, e em havia assumido a dublagem da Tia May, no desenho do Homem Aranha



Desde o começo da pandemia do Coronavirus, diversas pessoas já perderam a vida por todo o mundo, incluindo algumas celebridades, como o desenhista e educador brasileiro Daniel Azulay, a atriz italiana (e ex Miss Itália) Lucia Bosé, e os atores Mark Blum e Andrew Jack, que atuou na saga de filmes Star Wars.



Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Publicar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil