Jane Powell completa 90 anos


Jane Powell foi uma das grandes estrelas dos musicais da MGM da década de 50, sendo mais lembrada como a estrela de Sete Noivas para Sete Irmãos (Seven Brides for Seven Brothers, 1954), dirigido por Stanley Donen.


Jane Powell é o nome artístico de Suzanne Lorraine Burce, nascida em Portland, em 01 de de abril de 1929. Jane Powell começou a ter aulas de dança aos dois anos de idade, e aos cinco já trabalhava em um programa de rádio chamado Stars of Tomorrow. O caçador de talentos Bruce Scotty Weston, convenceu os pais da menina a se mudarem para Oakland, para que Powell pudesse ter aulas de dança, onde ela poderia ser descoberta.

Aos dozes anos ela foi selecionada como dançarina, fazendo turnê por dois anos. Na companhia ela conheceu Lana Turner e outras estrelas de cinema. Em 1943 ela mudou-se para Hollywood, onde participou do programa de rádio de Janet Gaynor, em um concurso de talentos, que ela venceu. O prêmio era um teste com Louis B. Mayer, da MGM. O produtor gostou dela, e lhe ofereceu um contrato no estúdio.

Após dois meses de contrato, ela foi emprestada para a United Artists, onde apareceu em seu primeiro filme Viva a Juventude (Song of the Open Road, 1944).

Jane Powell, Edgar Bergen (pai de Candice Bergen) e o boneco Charlie McCarthy
em Viva a Juventude

Ainda emprestada, ela foi protagonista de Deliciosamente Perigosa (Delightfully Dangerous, 1945). Seu primeiro filme na MGM foi Romance no México (Holiday in Mexico, 1946), seu primeiro filme em cores.

 Jane Powell em Romance no México

Ela seguiu como estrela nos filmes Três Filhas Levadas (Three Daring Daughters, 1948), Transatlântico de Luxo (Luxury Liner, 1948), Romance Carioca (Nancy Goes to Rio, 1950) e Quando Canta o Coração (Two Weeks with Love, 1950). Em 1948 ela contracenou com Carmen Miranda e Elizabeth Taylor em O Príncipe Encantado (A Date with Judy, 1948). Powell foi a madrinha do primeiro casamento de Elizabeth Taylor.

 Carmen Miranda, Xavier Cugat, Jane Powell e Elizabeth Taylor em O Príncipe Encantado

Em 1951 ela estrelou Núpcias Reais (Royal Wedding, 1951), onde ela dançou com Fred Astaire. Foi seu primeiro papel adulto, substituindo June Allyson, que deixou o filme por causa da gravidez. Ainda atuou nos musicais Rica, Bonita e Solteira (Rich, Young and Pretty, 1951), Senhorita Inocência (Small Town Girl, 1953) e Uma Garota de Sorte (Three Sailors and a Girl, 1953).

 Jane Powell e Fred Astaire em Núpcias Reais

Em 1954, ao lado de Howard Keel, estrelou seu musical mais famoso, Sete Noivas para Sete Irmãos (Seven Brides for Seven Brothers, 1954). O filme tinha ainda a novata Julie Newmar no  elenco, que anos mais tarde ficaria famosa como a Mulher Gato na série Batman.

 Cartaz de Sete Noivas para Sete Irmãos
Em Tentações de Adão (Athena, 1954), atuou ao lado de outra estrela da MGM Debbie Reynolds, que também nasceu em 01 de abril (de 1932). Ainda na MGM atuou em Marujos e Sereias (Hit the Deck, 1955), Bem no Meu Coração (Deep in My Heart, 1954). Com o declínio dos musicais, ela atuou no drama Naufrágio de uma Ilusão (The Female Animal, 1958), com George Nader e Hedy Lamarr, feito na Universal. Também atou no western O Maior Ódio de um Homem (Enchanted Island, 1958).

Jane Powell ainda faria mais um musical, de baixo orçamento, em um estúdio menor. O filme era Uma Aventura em Balboa (The Girl Most Likely, 1958), com Cliff Robertson e Kaye Ballard.

 Jane Powell, Steve Reeves e Debbie Reynolds em Tentações de Adão

Dispensada da MGM, ela migrou para a televisão, participando de programas como The Perry Como Show, The Andy Williams Show, The Kraft Music Hall, Frank Sinatra, The Ed Sullivan Show, The Hollywood Palace, The Red Skelton Show, Eddie Fisher, The Dinah Shore Show, The Dean Martin Show, The Garry Moore Show, The Jerry Lewis Show e The Judy Garland Show. Também teve seu próprio programa, The Jane Powell Show (1961), que não durou muito.

Na década de 70 atuou em dois telefilmes, As Cartas (The Letters, 1973) e S.O.S. a 12000 Metros (Mayday at 40,000 Feet!, 1976). Na década de 80 Jane Powell atuou pouco, aparecendo nas séries O Barco do Amor (Love Boat), Ilha da Fantansia (Fantasy Island), Assassinato Por Escrito (Muder She Wrote) e teve um papel regular na série Tudo em Família (Growing Pains, 1988-1990), como a mãe de Alan Thicke. A série revelou o ator Leonardo DiCaprio.

Seu único filme na década de 80 foi Maria - A Verdade de uma Mulher (Marie, 1985).


 Alan Thicke, Jane Powell, e Joanna Kerns em Tudo em Família

Após atuar em outros dois telefilmes, Jane Powell se aposentou após fazer uma participação na série Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais (Law & Order: Special Victims Unit), em 2002.

 Jane Powell e Mariska Hargitay em Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais

Desde 1985 Jane Powell mora em um apartamento em Manhattan, que dividiu com seu quinto marido, o ex ator mirim Dickie Moore, com quem ela se casou após reencontrá-lo quando este escrevia um livro sobre antigos astros infantis de Hollywod. Eles se casaram em 1988, e ficaram juntos até a morte do ator, em 2015.

Jane Powell e Dickie Moore

Jane Powell atualmente


Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

3 comentários:

  1. Boa noite. Excelente postagem sobre os 90 anos da famosa atriz Jane Powell. Entretanto, o maestro que aparece ao lado de Carmen Miranda no filme "O Principe Encantado" é Xavier Cugat e nao o menos consagrado Jose Iturbi.

    ResponderEliminar
  2. Exatamente, quem aparece ao lado de Carmem Miranda é Xavier Cugat...

    ResponderEliminar

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil