A glamurosa Arlene Dahl


Arlene Dahl foi uma estrela da MGM na década de 40. A bela ruiva fotografava muito bem no Technicholor, e embora tenha feito sucesso, abandonou a carreira no auge, retornando esporadicamente às telas. 


Arlene Carol Dahl nasceuem 11 de agosto de 1925, em Minneapolis, Minnesota.  De ascendência norueguesa, Arlene começou a fazer aulas de dança ainda criança, e começou a atuar ainda no colégio, e logo começou a atuar em grupo de teatro local.

Após se formar no ensino médio, mudou-se para Chicago, onde passou a trabalhar como compradora de uma loja, e depois começou a trabalhar como modelo. Ela viajou para Nova York para fazer teste para uma peça na Broadway. Ela não passou, mas foi contratada para ingressar no elenco de outra peça, Questionable Ladies (1945). Um caçador de talentos a viu atuando, e a levou para Hollywood.

Ela estreou em um pequeno papel em Nossa Vida Com Papai (Life with Father, 1947), uma produção da Warner Brothers, com Elizabeth Taylor no elenco.

No mesmo ano o estúdio a promoveu a protagonista em Minha Rosa Silvestre My Wild Irish Rose, 1947), onde contracenou com Dennis Morgan e Andrea King.

Andrea King, Dennis Morgan e Arlene Dahl

Dahl então foi contratada pela MGM, que a escalou como coadjuvante de Anjo Sem Asas (The Bride Goes Wild, 1948). Foi protagonista em seu filme seguinte, Pisando em Brasas (A Southern Yankee, 1948), onde contracenou com Red Skelton. Ambos os atores tornaram-se muito populares na época.

A MGM a liberou para atuar em uma produção de Walter Wanger, chamada a A Sombra da Guilhotina (Reign of Terror, 1949), com Robert Cummings e Richard Hart. Depois retornou ao seu estúdio para atuar em A Cena do Crime (Scene of the Crime, 1949), Armadilha (Ambush, 1950) e Sangue Bravo (The Outriders, 1950). Ao lado de Fred Astaire, interpretou a antiga estrela do cinema mundo Eileen Percy no filme Três Palavrinhas (Three Little Words, 1950).

Arlene Dahl, Red Skelton, Fred Astaire e Vera-Ellen em Três Palavrinhas

Com excessão de Sangue Bravo, todos os outros filmes deram muito lucro para a MGM. Mas apesar disto o estúdio preferiu relegar Arlene a protagonista de filmes de baixo orçamento, como Jogo Sem Trunfo (Insed Straight, 1951) e No Questions Asked (1951), mas ambos foram um fracasso, e o segundo nem chegou a ser exibido no Brasil.

Em abril de 1951 ela se casou com o "Tarzan" Lex Baker, mas ficaram casados pouco tempo, se separando em outubro de 1952. 

Dahl então foi dispensa do estúdio, e passou a trabalhar como freelancer. Contratada pela Pine-Thomas Productions, estrelou Pantera Negra (Caribbean, 1952), ao lado de John Payne. Depois fez Legião do Deserto (Desert Legion, 1953) na Universal. 

Com Alan Ladd em Legião do Deserto

De volta a Pine-Thomas, estrelou O Mistério da Casa Grande (Jamaica Run, 1953) e Sangari (Sangaree, 1953). Neste último, contracenou com o galã argentino Fenando Lamas, com ela se casou em 1954.

Arlene Dahl e Fernando Lamas em Sangari

O casal voltaria a contracenar em O Caçador de Diamantes (The Diamond Queen, 1953), na Warner. Ela protagonizou, com Rock Hudson, Rifles Para Bengala (Bengal Brigade, 1954).Em 1954 começou a atuar também na televisão, e também tornou-se colunista sobre moda e beleza, e criou sua grife de cosméticos e lingerie. Em O Poder do Ódio (Slightly Scarlet, 1956), contracenou com outra famosa ruiva de Hollywood, Rhonda Fleming.

Em 1958 Arlene deu a luz ao seu primeiro filho, Lorenzo Lamas, que mais tarde tornarias-se astro de filmes de ação e da série de televisão O Renegado (Renegade, 1992-1997). Arlene e Fernando se separaram em 1960, e posteriormente ele casou-se com a estrela dos musicais aquáticos Esther Williams.

Fernando Lamas, Lorenzo Lamas e Arlene Dahl

Com o nascimento de Lorenzo, Arlene afastou-se um pouco dos cinemas, passando a dedicar-se a família e a sua coluna de moda e suas empresas. Embora em 1959 tenha protagonizado seu filme mais famoso, Viagem ao Centro da Terra (Jorney to the Centre of the Earth, 1959), ao lado de James Mason e Pat Boone.

Pat Boone, Peter Ronson, James Mason e Arlene Dahl em Viagem ao Centro da Terra

Ela retornou ao cinema como coadjuvante em Aluga-se a Casa Branca (Kisses for My President, 1964) e fez papéis variados na série A Lei de Burke (Burke's Law), mas foi cada vez mais diminuindo suas aparições. Na década de 80 apareceu em séries como A Ilha da Fantasia (Fantasy Island) e O Barco do Amor (Love Boat). Em 1991 fez seu último filme, Noite do Lutador (Night of the Warrior, 1991),estrelado por sue filho Lorenzo Lamas. 

Arlene em O Barco do Amor

Em 1991 fez seu último filme, Noite do Lutador (Night of the Warrior, 1991),estrelado por sue filho Lorenzo Lamas. Suas últimas atuações foram justamente em O Renegado, série protagonizada por Lorenzo Lamas.

Lorenzo Lamas em O Renegado

Em 2009 Lorenzo Lamas e seus filhos protagonizaram o reality show Leave It to Lamas, onde mostravam o dia a dia de sua família. Arlene apareceu em alguns episódios. 


Arlene e Lorenzo

Arlene Dahl atualmente




Curta nossa página no Facebook
Se inscreva no nosso canal do Youtube

0 comentários:

Enviar um comentário

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Postagem em destaque

A viagem de Clark Gable ao Brasil